Nova varredura é realizada no presídio de Rio Branco; outros presos podem ser transferido pra fora do Estado - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Nova varredura é realizada no presídio de Rio Branco; outros presos podem ser transferido pra fora do Estado

Nova varredura é realizada no presídio de Rio Branco; outros presos podem ser transferido pra fora do Estado

Share This
Em nova coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira, 08, o secretário de Segurança Pública, Emylson Farias, acompanhado das demais autoridades do setor, apresentou as últimas ações realizadas no enfrentamento ao crime organizado na capital e no interior.

Emylson Farias destacou o envio de 15 detentos de alta periculosidade, que cumpriam pena no presídio Francisco de Oliveira Conde (FOC). Eles foram identificados como os mandatários dos ataques de vandalismo praticados nas últimas 48 horas no Acre em represália pela morte da dupla de assaltantes mortos em assalto a Clinica Santa Lúcia.
Os 15 detentos foram distribuídos para presídios federais em Mossoró (Rio Grande do Norte) e Campo Grande por volta das 04h30 da madrugada desta quinta-feira (8) num avião da Força Aérea Nacional com o suporte e apoio do Ministério da Justiça. Segundo o secretário, todos são presos de alta periculosidade e possuem uma ficha criminal extensa, ambos acumulam crimes por roubos, assaltos, homicídios, latrocínio (roubo/assalto seguido de morte) e outros crimes.

Confira a lista dos presos transferidos para Mossoró: Leandro Souza Wanderley – Herik D’ávila Ribeiro – Edilson de Oliveira Carvalho – Gerbson da Costa Nascimento – Gilmar da Silva – Johncy Weyd Nascimento da Silva – Wallison Cristian Rodrigues da Costa Presos

Dos transferidos para Campo Grande: Geremias Lima de Souza – Francisco das Chagas Oliveira da Silva – Antonio Dayvit Mianne de Castro da Silva – Edivandro Alves Cavalcante – Salmo da Silva Chaves – Francisco Geilson Oliveira Costa – Devid Rômulo da Silva – Manoel Martiliano de Souza
Enquanto concedia coletiva, o secretário Emylson Farias informou que uma nova varredura está sendo realizada no presídio Francisco de Oliveira Conde (FOC). As vistorias devem se estender por todo o dia, a fim de que seja realizado um trabalho minucioso cela por cela, em cada pavilhão.

Emylson Farias informou ainda que na primeira hora de varredura, enquanto concedia coletiva, recebeu o informe que foram encontrados outros sete (7) aparelhos celulares. A expectativa é que outros celulares e materiais perfurantes sejam encontrados até o final do dia, onde será também possível a identificação de outros suspeitos.
Desde que a Secretaria de Segurança uniu esforços com as demais polícias foram realizadas 29 prisões de pessoas suspeitas de envolvimento nos atos de vandalismo, do lado de fora do presídio. Desse total, cinco (5) homens foram identificados como ‘braços” do crime organizado. Eles obedeciam as ordens de líderes de dentro do presídio, e ainda acompanhavam os ataques incendiários a ônibus e carros. 

Emylson Farias não descarta a possibilidade de transferências de novos presos por envolvimento com crime organizado no Estado.  Desde a terça-feira, 6, foram registrados até o momento 23 ocorrências. 12 ocorrências na terça (primeiro dia de atentados) e outras 11 na quarta (7).

As ações de combate a criminalidade devem seguir de forma crescente, com aumento do efetivo e reforço policial em escolas, postos e unidades de saúde, dentro dos transportes coletivos e, em pontos estratégicos da cidade.
O secretário lamentou a depredação do patrimônio público e o clima de medo que criminosos tentam implantar no Estado, ele aproveitou para mandar um mensagem de apoio à sociedade acreana.
“Quero deixar claro que estamos trabalhando, de forma unificada, e já é percebido o duro golpe que as forças policiais estão dando nessas organizações criminosas. É verdade que a sociedade perde a cada ônibus ou carro destruído, lamentamos profundamente o que tem ocorrido em nosso Estado, mas quero reforçar que estamos atentos e unidos pelo bem maior que é a preservação da vida, que nenhum atentado seja cometido contra a nossa população”, destacou.

O comandante da Polícia Militar no Acre, coronel Julio César, confirmou a incorporação temporária de outros 100 homens da reserva, que estarão atuando no combate ao crime. Segundo ele, 20 homens já se apresentaram e os demais devem proceder nos próximos dias. Os PMs receberão um auxilio de R$ 1.500 a serem acrescido nos rendimentos e devem permanecer à disposição do Estado por um ano, podendo ser prorrogado por igual período.
O secretário de Polícia Civil, Carlos Flávio Portela, após destacar o bom andamento das ações em curso para combate ao crime organizado, informou que equipes de inteligência já trabalham na identificação de pessoas que divulgam, por meio de redes sociais e aplicativos de mensagens/celular, falsas notícias de ataques e incêndios com objetivo de espalhar o pânico na população.

esde que começaram os incêndios, inúmeras mensagens circulam nas redes sociais, a grande maioria delas mentirosas que comprometem o andamento das investigações e os trabalhos da polícia.
“Estamos monitorando os autores dessas falsas mensagens e alertas, que tem como único objetivo espalhar o medo e criar pânico na sociedade. Inclusive àqueles que também repassam essas notícias serão responsabilidades no rigor da Lei”, informou.
fonte www.ac24horas.com

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages