1º caso suspeito de chikungunya é registrado no município de Cruzeiro do Sul (AC) - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
1º caso suspeito de chikungunya é registrado no município de Cruzeiro do Sul (AC)

1º caso suspeito de chikungunya é registrado no município de Cruzeiro do Sul (AC)

Share This
Uma moradora de Cruzeiro do Sul (AC), que chegou recentemente de Recife (PE), apresentou nos últimos dias sintomas suspeitos da doença chikungunya, transmitida pelo mesmo mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti. A mulher está internada no isolamento do Hospital do Juruá. O sangue para realização do exame já foi coletado e encaminhado para o Instituto Evandro Chagas, em Belém (PA), onde deve passar pela análise.
A suspeita de estar com a doença ficou hospedada em uma casa em Recife com pessoas que estavam acometidas pela chikungunya. Ela apresentou febre, mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, sonolência e cansaço ao chegar a Cruzeiro do Sul. A mulher, que está sendo acompanhada pelas equipes de saúde, encontra-se com o estado de saúde estável.
Em março deste ano, quatro casos suspeitos da doença foram registrados em Rio Branco, mas o resultado ainda não foi divulgado.
A secretaria de saúde de Cruzeiro do Sul deve se manifestar sobre o caso suspeito na manhã desta segunda-feira, mas já pede cuidado da população em relação aos cuidados com a prevenção da proliferação do mosquito, sendo que o número de infestação do Aedes aegypti encontra-se alto.
Doença
Febre Chikungunya é uma doença parecida com a dengue, causada pelo vírus CHIKV, da família Togaviridae. Seu modo de transmissão é pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado e, menos comumente, pelo mosquito Aedes albopictus.
Sintomas
Seus sintomas são semelhantes aos da dengue: febre, mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço. Porém, a grande diferença da febre chikungunya está no seu acometimento das articulações: o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor local.
Tratamento de Febre Chikungunya
Atualmente, não há tratamento específico disponível para a febre Chikungunya. Para limitar a transmissão do vírus, os pacientes devem ser mantidos sob mosquiteiros durante o estado febril, evitando que algum Aedes aegypti o pique, ficando também infectado.
É importante apenas tomar muito líquido para evitar a desidratação. Caso haja dores e febre, pode ser receitado algum medicamento antitérmico, como o paracetamol. Em alguns casos, é necessária internação para hidratação endovenosa e, nos casos graves, tratamento em unidade de terapia intensiva.
Como na dengue, pacientes com febre chikungunya devem evitar medicamentos à base de ácido acetilsalicílico (aspirina) ou que contenham a substância associada. Esses medicamentos têm efeito anticoagulante e podem causar sangramentos. Outros anti-inflamatórios não hormonais (diclofenaco, ibuprofeno e piroxicam) também devem ser evitados. O uso destas medicações pode aumentar o risco de sangramentos.
fonte  www.jornalatribuna.com

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages