Após assassinar mãe com requintes de crueldade, homem enterra criança de seis meses no quintal de casa - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Após assassinar mãe com requintes de crueldade, homem enterra criança de seis meses no quintal de casa

Após assassinar mãe com requintes de crueldade, homem enterra criança de seis meses no quintal de casa

Share This
Por volta das 23 horas desta terça-feira, 17, uma equipe policial comandada pelo Delegado Rêmulo e o perito do Instituto Médico Legal (IML), Eli Melo Miranda, se deslocaram até o local onde estava enterrado o corpo da recém-nascida, de seis meses, desaparecido desde o assassinato da mãe Jardineis Oliveira da Silva, 25 anos, ambas haviam saído de casa no domingo (15).
O corpo da mãe, Jardineis Oliveira, foi encontrado desviscerada a golpes de facão, seminua, amarrada e com a barriga costurada à beira de um córrego, distante 80km da comunidade do Antimary, na Transacreana, na manhã desta segunda (16).
Quase 48 horas depois do crime, Lucimar da Silva Bezerra, 33 anos, autor do crime que chocou a comunidade rural e toda a sociedade acreana, resolveu falar e indicou o local onde teria enterrado o corpo da criança.
As equipes se deslocaram 100 km na Transacreana e 28 km no ramal do Antimary e, depois, caminharam aproximadamente duas horas, num varadouro, que deu na casa do autor.
No Local, Lucimar Bezerra indicou onde havia enterrado o corpo da criança. Num campo aberto, ele havia cavado uma cova rasa e enterrado o corpo da criança, bem próximo a cada do mesmo. Os peritos realizaram os procedimentos no local, em seguida retornaram com o autor e o corpo da criança ao município de Bujari.
Quando as equipes se deslocavam ao local indicado se depararam com um corpo no ramal do Antimary, no 15km, vítima de um sinistro, que após os peritos constataram o óbito, o corpo foi recolhido e levado para perícia técnica.
Lucimar Bezerra, de 33 anos, foi linchado dentro da delegacia do Bujari, distante 22 Km de Rio Branco, após populares invadirem o local. Bezerra é suspeito de matar Jardineis Oliveira da Silva, 25 anos,e a filha dela  de seis meses  , na comunidade Boa Esperança, na BR- 364, zona rural de Rio Branco.
O delegado do município, João Augusto, informou que cerca de 60 pessoas invadiram a unidade e os agentes não conseguiram conter a revolta.
Delegacia foi interditada após invasão e morte de suspeito  (Foto: Aline Nascimento/G1)
A criança de seis meses foi morta com a mãe. A dona de casa teve a barriga aberta, parte das vísceras retiradas e, após ser costurada, foi amarrada a pedras e jogada em um rio da comunidade. O corpo de Jardineis foi achado na segunda-feira (16) e o da criança  foi achada  na terça feira  {17} com marcas de violência.
População do Bujari se concentra em frente à delegacia da cidade  (Foto: Aline Nascimento/G1)
"Era muita gente, muita mulher gritando e homem com sede de matar. Foi detido um com faca e outro com arma de fogo. Ele foi morto a facadas. Eu tô aguardando a perícia para poder saber quantas facadas ele levou e o corpo deverá ser levado para o IML de Rio Branco", explica o delegado.
Augusto disse ainda que achou uma "imprudência" o suspeito ter ficado na delegacia do Bujari.
"Ele deveria ter ficado na Delegacia da Mulher, em Rio Branco. Foi a revolta dos familiares. Foi impossível conter", destaca.
Lucimar Bezerra, de 33 anos, foi preso e encaminhado para a delegacia em Rio Branco  (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Lucimar Bezerra, de 33 anos, foi preso e encaminhado para a delegacia em Rio Branco (
fonte  www.ac24horas.com

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages