Última hora
recent

Sesc emite justificativa sobre espetáculo em que artistas exploram o ânus uns dos outros

O Sesc Ceará divulgou nota em que fala sobre a repercussão em redes sociais da peça “Macaquinhos”, com imagens de pessoas correndo em círculos enquanto colocavam o dedo no ânus uns dos outros. A intervenção artística foi exibida na quarta-feira (18), no Teatro Patativa do Assaré, em Juazeiro do Norte, no Cariri.
A apresentação do espetáculo paulista “Macaquinhos”aconteceu na 17ª edição da Mostra Sesc Cariri de Culturas, a partir das 23 horas desta quarta-feira. Com a divulgação das imagens de outras apresentações do grupo, houve burburinho quanto ao conteúdo com cunho sexual.
A entidade esclareceu que se resguardou em divulgar o espetáculo somente ao público interessado, com censura de 18 anos e exigência de carteira de identidade aos presentes. A entidade repudiou a divulgação prévia das imagens em redes sociais.
Para o jornal cearense, Tribuna do Ceará, a gerente de comunicações do Sesc Ceará, Giselle Norões, justificou que o motivo para a reduzida divulgação foi a quantidade de atrações, e não o teor da apresentação do Macaquinhos.
“Como são cinco dias frenéticos de programação, não temos como fazer a divulgação aprofundada de cada espetáculo separadamente. Muitas vezes nossa equipe de repórteres produz material do pós apresentação”, explica.
A chamada do evento havia sido publicada na página da Mostra no Facebook na última segunda-feira (16), mas não na fanpage do Sesc Ceará. “O Sesc cumpre o dever de incentivar o fazer artístico, respeitando a pluralidade e a formação crítica e autônoma do ser”, reforça a nota.
O projeto Macaquinhos, de São Paulo, nasceu em 2011 com uma intervenção no Museu do Piauí. Nas apresentações, baseadas no livro “O Povo Brasileiro”, de Darcy Ribeiro, os nove artistas, completamente nus, exploram o orifício anal uns dos outros com base em três premissas: aprender que existe cu; aprender a ir para o cu; e aprender a partir do cu e com o cu.


O Sesc Ceará emitiu uma nota diante da repercussão sobre a intervenção cultural (Foto: Reprodução)
“Não espere nada desse governo, pois acabou de mostrar a outra banda podre…”. É assim que começa uma publicação que circula nas redes sociais, em que um internauta reclama sobre um provável patrocínio a uma peça teatral em que atores circulam em um palco, em formato de arena, totalmente nus e com cada ator e atriz enfiando seus dedos no ânus de um colega.
Ainda segundo a publicação, é inacreditável que o governo federal tenha bancado tal projeto. “Você não vai acreditar, mas apresentaram isso como arte e cultura no SESC do Cariri, financiado pelo Sistema S, com dinheiro do Governo Federal”, disse um internauta.
A mostra Sesc Cariri de Culturas foi apresentada no Teatro Patativa do Assaré, em Juazeiro do Norte, no Cariri. A peça em questão é intitulada “Macaquinhos”.
A performance nada mais é do que oito atores completamente nus que vão explorando os ânus uns dos outros. Nas redes sociais, o assunto tem gerado conflitos. Em uma postagem no Facebook, uma das espectadoras comentou: “E pra fechar com chave de ouro, o espetáculo performance Macaquinhos: a arte de explorar o c… alheio. Mostra Sesc de Arte e Cultura”.
Outros criticaram. “Você e eu pagamos para que pessoas nuas corressem atrás uma das outras com o dedo enfiado no c… da outra. É isso mesmo que vc está lendo e está vendo. Agora me digam o que podemos esperar deste país em tempos de politicamente correto. Sinceramente, essa me revoltou”, desabafou.

Segundo os idealizadores da performance, a montagem tem como objetivo ampliar os conhecimentos do público sobre novos conceitos de arte.

Com informações do Tribuna do Ceará
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.