Última hora
recent

Nova audiência pública defende ferrovia até o Peru passando por Mato Grosso, Rondônia e Acre

Técnicos do Governo do Acre devem partir da  próxima audiência pública para debater a Ferrovia Interoceânica. O encontro será dia 25 de fevereiro na Assembleia Legislativa do Mato Grosso, em Cuiabá.  A construção da ferrovia bioceânica vai encurtar o tempo e o custo de transporte de matérias-primas exportadas e importadas tanto pelo Brasil quanto pelo Peru. A ferrovia começa no Rio de Janeiro e atravessa a Floresta Amazônica, passando pela Cordilheira dos Andes e termina na costa peruana, no Oceano Pacífico.
A construção – parceria entre a China, Brasil e Peru – exigirá um investimento de US$ 10 bilhões, especificamente juntaria os portos marítimos de Tianjin na China, com porto Bayóvar em Piura. Desse local, o trem vai percorrer um trecho de mais de oito mil quilômetros, atravessando a Cordilheira dos Andes e da Amazônia, para o Oceano Atlântico, terminando no porto de Santos, no Brasil. Além da participação dos parlamentares, o convite para a audiência pública foi estendido ao governador Pedro Taques (PSDB), à Embaixada Chinesa, deputados federais e senadores de Mato Grosso, Rondônia e do Acre, ao Ministro dos Transportes, à Secretaria de Portos da Presidência da República  e à  Frente Parlamentar Mista Pró-Ferrovia Bioceânica.
www.jornalatribuna.com.
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.