Prefeito de Tarauacá corta salário de comissionados e reduz terceirizados da prefeitura e também resolveu tirar do próprio bolso: 20% do salário para a conta da prefeitura - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Prefeito de Tarauacá corta salário de comissionados e reduz terceirizados da prefeitura e também  resolveu tirar do próprio bolso: 20% do salário para a conta da prefeitura

Prefeito de Tarauacá corta salário de comissionados e reduz terceirizados da prefeitura e também resolveu tirar do próprio bolso: 20% do salário para a conta da prefeitura

Share This
Preocupado com a crise financeira que atinge o Município de Tarauacá, o prefeito Rodrigo Damasceno (PT) tomou uma decisão radical: cortou 20% do salário de todos os ocupantes de cargos comissionados, incluindo secretários municipais, e reduziu 20% da quantidade de prestadores de serviços contratados por meio de cooperativas e empresas efetuando cortes nos valores dos repasses.
Rodrigo Damasceno, que é médico, lembrou que não recebe salário de prefeito. Ele possui dois contratos no Estado, cada um no valor de R$ 6 mil (R$ 12 mil no total), e resolveu não só cortar na própria carne, mas tirar do próprio bolso: vai destinar 20% do próprio salário, o equivalente R$ 2,4 mil, para a conta da prefeitura para colaborar com as despesas do Município. “Vou destinar 20% de meu salário para prefeitura na conta 4025-8, daqui um mês posto o comprovante de depósito”, afirmou Damasceno.
“Vamos cortar 20% dos salários dos servidores municipais e diminuir a quantidade de servidores terceirizados e cooperados. E eu não recebo pela prefeitura, tenho dois contratos concursados pelo Estado! Vou destinar 20% de meu salário para prefeitura na conta 4025-8, daqui um mês posto o comprovante de depósito.”
A medida do prefeito, anunciada nesta sexta-feira, 29, é elogiada nas redes sociais. Atualmente, a prefeitura de Tarauacá possui cerca de 200 ocupantes de cargos comissionados, entre eles oito secretários municipais. Somente com cortes salariais serão economizados por mês aproximadamente R$ 40 mil. Há ainda os cortes em diárias.
Por causa da crise econômica que enfrenta o país, a cada ano as prefeituras vêm sofrendo com a queda nos repasses federais. Tarauacá tem um orçamento mensal de R$2,5 milhões. Os cortes anunciados pelo prefeito devem resultar numa economia mensal de R$ 400 mil. Com esse dinheiro, Rodrigo Damasceno pretende investir em mais infra-estrutura e na melhoria dos serviços prestados pela prefeitura a comunidade de Tarauacá.
“Vou depositar todos os meses R$ 2,4 mil do meu salário divulgar o comprovante do depósito. É uma forma que tenho de colaborar ainda mais e mostrar o carinho que tenho com o Município, que passa uma de suas maiores crises. Para se ter uma ideia, dos 22 Municípios do Acre somente oito estão recebendo os repasses do FPM, e Tarauacá faz parte desse seleto grupo”, conclui o prefeito.
fonte www.ac24horas.com

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages