Última hora
recent

Filho denuncia mãe por espancar sobrinha de 12 anos com cinto

O autônomo Fabrício Ribeiro de Souza, de 36 anos, denunciou a própria mãe, a técnica de enfermagem Maria do Socorro Ribeiro, de 55 anos, por espancar uma sobrinha dela, de 12 anos, com um cinto.
Souza registrou, na sexta-feira (6), um boletim de ocorrência por lesão corporal na Delegacia da 4ª Regional de Polícia Civil, Rio Branco
.Maria do Socorro nega que tenha agredido a sobrinha, mas conta que ficou irritada quando soube que a jovem teria saído cedo do colégio e acusa a menina de ter roubado dinheiro de sua bolsa.
Sobre a denúncia do filho, Maria diz que sempre teve uma relação conflituosa com o primogênito.
"Ele vive me extorquindo. Me pede dinheiro para comprar coisa roubada e ainda usa drogas. Já esteve até preso por causa disso. Ela saiu para ir à escola, saiu cedo e passou o dia na rua gastando meu dinheiro. Fui na delegacia e já resolvi tudo", defende-se a técnica.
O filho disse que soube da agressão após a menina ir dormir em sua casa na noite de quinta-feira (5). Ao perceber os hematomas, Souza conta que relembrou quando mãe comentou sobre a surra na noite de segunda-feira (2).
"A agressão ocorreu na manhã de segunda, depois que a menina saiu do colégio às 9h e foi andar com as amigas, mas nem liguei muito. Minha mãe descobriu e espancou ela. Eu fiquei doido quando vi os hematomas e resolvi denunciar", detalha o filho.
Souza afirma ainda, que a menina mora com a tia há quatro anos, após a avó dela morrer. Ainda de acordo com o filho, a mãe sempre foi agressiva com a adolescente. "Do nada ela bate na menina, senta a mão por qualquer coisa. Agora ela vai ficar com minha tia, que é quem tem a custódia dela", diz o autônomo
O caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).
Faltando apenas um dia para o Dias da Mães, comemorado no próximo domingo (8), Fabrício Souza fala que já tinha planejado comprar um presente para a mãe, porém, os planos de passar o domingo com a família acabaram. O filho confirma também que sempre teve uma relação difícil com Maria do Socorro. 
"Fico extremamente triste. Ontem [quinta-feira, 5] não dormi e tenho certeza que hoje também não. Vou tomar remédio para pegar no sono. Ia dar dinheiro para minha mulher comprar um presente para minha mãe. Não tem mais Dia das mães, para mim acabou", lamenta Souza.
Sobre as acusações da mãe, Souza diz que ela sempre o agrediu com palavras de desprezo e já esperava a reação. "Sempre a respeitei. Todo ano passamos o Dia das Mães juntos com meus outros dois irmãos. Já passei pelas mesmas surras dela, também me bati quando era criança. Ela sempre foi agressiva comigo.", conclui o autônomo.
fonte    g1.globo.com

equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.