Última hora
recent

COM ESTERCO DE VACA, APOSENTADO PRODUZ GÁS DE COZINHA EM CRUZEIRO DO SUL

O aposentado Roseno Alves Magalhães, de 61 anos, há um ano começou a produzir gás de cozinha, para seu próprio consumo, a partir de esterco de vaca, e desde então não utiliza mais botijas de gás. O homem, que reside no Bairro Aeroporto Velho, em Cruzeiro do Sul (AC), descobriu que há muito tempo, a técnica era utilizada no nordeste do Brasil, e com a ajuda de um técnico da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) iniciou o processo de fabricação, conhecido por G.E.E. (Gás de Efeito Estufa).
Foram mais de cinco tentativas até dá certo. A técnica utiliza o esterco animal, produzindo o gás metano (CH4), que se forma a partir da fermentação de resíduos orgânicos pela ação de bactérias. O esterco é colocado nos biodigestores, uma espécie de fosso, onde acontece todo processo.
Com esterco de vaca, aposentado produz gás de cozinha 1De acordo com Roseno Magalhães, foi necessário encher o fosso com cinco tambores, de 200 litros de esterco, para dar início a produção do gás.
“O mais difícil só foi no início, agora só é necessário uma vez por semana colocar um balde de esterco para dois baldes de água, para assim renovar as bactérias e continuar produzindo o metano”, explicou.
O aposentado tem duas vacas que além de utilizar para a produção do esterco, oferecem diariamente oito litros de leite. Segundo ele, o biodigestor além de fornecer o gás para cozinha, ainda fornece biofertilizante, usado na horta e em outros tipos de plantas, e ainda é uma forma de colaborar com a preservação do planeta. “Nada de agrotóxicos, nada de fertilizantes químicos. Tudo é natural”, completou Roseno.
Com esterco de vaca, aposentado produz gás de cozinha 2O custo para o aposentado montar a estrutura para fabricação do biogás foi de apenas R$1500, e agora ele só pede a ajuda das autoridades, para repassar esse projeto artesanal para os pequenos produtores.
“A secretarias de apoio a agricultura familiar deveriam levar isso ao pequeno produtor, e ajudar com material. Eu gastei R$1500 para ter gás para toda vida”, finalizou.
fonte  Fatos & Noticias do Acre
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.