Última hora
recent

Shanenawas celebram cultura com integração entre os povos

Shanenawa, nukini, huni kuin, manchineri, yawanawa e “brancos”, juntos, dançando e cantando em um mesmo espaço. Foi em clima de integração, troca e muita alegria que se deu o Festival Shanenawa, promovido na Aldeia Shanekaya, no último fim de semana.
Localizada a sete quilômetros do perímetro urbano Feijó e um e meio da BR-364, na Terra Indígena Katukina Kaxinawa, a aldeia tem apenas dois anos de fundação e surgiu da necessidade dos índios shanenawa de resgatar seus costumes e saberes tradicionais.
A festa, que reuniu as mais diferentes tribos, serviu de palco para a apresentação dos novos design e peças de artesanato 
confeccionados pelos shanenawa, que serão comercializados pelo grupo a partir de agora.
A cacique da aldeia, Nawa Shanu, explicou o objetivo da comemoração. “Estamos fazendo este encontro com nossos parentes para que todos conheçam a nossa aldeia. Juntos celebrando a cultura indígena, regatando os nossos cantos, danças e brincadeira”, destacou.
No local vivem 17 famílias, num total de 87 pessoas. Na sede erguida no meio da floresta também são cultivados  espécies de mandioca, banana e outros produtos que compõem a agricultura familiar, que, por meio da parceria com o governo do Estado, são inseridos na alimentação escolar pelo Programa Aquisição de Alimentos (PAA).
“Os produtos que antigamente a gente comprava hoje a gente planta, consome e ainda revende”, frisou Edna Shanenawa, ao classificar as espécies cultivadas por sua tribo.
Da etnia Kaxinawa, o cacique da aldeia Pinuya, localiza em Tarauacá, fez questão de participar da festa e destacou a importância do momento. “Estamos nos unindo para lutar pelos nossos direitos. Hoje, já temos índios ocupando cargos no Legislativo. Este é um momento de mostrarmos à sociedade os nossos valores”, afirmou o líder.

Zezinho Yube, titular da Assessoria Indígena do Acre, ressalta que os povos indígenas vivem o tempo da cultura. “Hoje, todas as etnias realizam suas festividades internas, e os festivais vieram para fortalecer essa cultura dos povos da floresta. Festas apoiadas pelo governo do Estado e que promovem o intercâmbio entre os povos acreanos.”
fonte  www.agencia.ac.gov.br
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.