Jovem diagnosticada com meningite morre em hospital de Rio Branco - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Jovem diagnosticada com meningite morre em hospital de Rio Branco

Jovem diagnosticada com meningite morre em hospital de Rio Branco

Share This
A jovem Francisca Fabíola Lima da Silva, de 18 anos, diagnosticada com meningite, morreu na manhã desta segunda-feira (10) no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). A informação foi confirmada pela família. Natural de Feijó, no interior do Acre, a moça deu entrada na unidade de saúde da capital na última terça (4).
Ainda na segunda (3), Francisca Fabíola entrou em coma dentro do avião do Tratamento Fora do Domicílio (TFD), quando era transferida do Hospital de Feijó para Rio Branco. A irmã da jovem, Vládia Lima, de 32 anos, diz que a família deve acionar à Justiça por acreditar que houve demora na transferência.

"Vou processar o Hospital de Feijó e o TFD por causa da demora. A gente pede para transferir e eles ficam brincando com a vida das pessoas. Ela tinha dado entrada no hospital, deram dipirona e a mandaram para casa. Foi a demora que prejudicou", diz.
Ao G1, a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) informou, por meio da assessoria de comunicação, que a paciente estava com outra doença que agravava a meningite. O órgão disse que, tão logo houve a confirmação da enfermidade, o município foi notificado para tomar medidas e evitar a contaminação de outras pessoas.
A Sesacre acrescentou que todas as medidas pertinentes ao caso de Francisca Fabíola foram tomadas, incluindo exames em todas as pessoas que tiveram contato com ela.
Vládia reclama da demora em relação à transferência de outro irmão, que adoeceu no município e também não teve diagnóstico. Somente em Rio Branco, local onde chegou na última quarta (5), foi identificado um quadro de leucemia aguda. "Só passavam remédios para verme e mandavam de volta para casa. Agora, ele está no Hospital do Câncer", fala.
Entenda o caso
A família de Fabíola afirmou, na semana passada, que a jovem começou a sentir dores no domingo (2), mas ninguém pensou que seria algo grave. Na noite do mesmo dia, o quadro dela piorou e surgiram manchas roxas pelo corpo.
O marido da moça, Francineldo Gomes, de 24 anos, falou que, no hospital de Feijó, ela foi medicada e liberada. "Ela foi só piorando e, quando começou a desmaiar e vomitar, voltamos ao hospital e pedimos a transferência para a capital. Foi tudo muito rápido. Ela estava normal e era uma pessoa saudável", falou.
fonte  g1.globo.com

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages