Última hora
recent

Produtores de açaí participam de curso de boas práticas

Cerca de 100 produtores de açaí em Feijó participaram de um curso sobre boas práticas de colheita, transporte e beneficiamento do fruto, um dos principais produtos da economia do município.
O curso, promovido pelo governo do Acre, em parceria com o Instituto Federal do Acre (Ifac) e a prefeitura de Feijó, durou três dias e teve como objetivo principal capacitar todos os atores da cadeia produtiva do açaí para garantir um produto de qualidade e sem nenhum risco a quem o consome.
O secretário de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar, Lourival Marques, e o diretor-presidente do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf), Ronaldo Queiróz, estiveram no último dia de curso.
No encerramento, os produtores e catadores de açaí do município participaram de uma aula prática sobre as etapas necessárias durante o beneficiamento do fruto.
“O curso foi completo. No primeiro dia eles receberam noções sobre a forma correta de coletar o açaí na floresta até o processamento final”, afirma Edivaldo de Andrade, coordenador da cadeia produtiva do açaí na Seaprof.
O açaí é responsável pelo sustendo de centenas de famílias em Feijó. É o caso da produtora Júlia de Souza, que chega a beneficiar mil litros por semana. “O mais importante é que as pessoas podem consumir o nosso açaí sem nenhum risco. Aqui estamos sendo orientados em todas as fases da produção”, enfatiza Júlia.
Governo vai acompanhar adoção de boas práticas
Em uma das principais indústrias de beneficiamento do açaí do município, houve uma demonstração do processo correto que elimina qualquer risco de contaminação.
“A primeira coisa é a procedência da matéria-prima e a forma correta de transporte. A partir das etapas de higienização, é possível eliminar qualquer risco de presença do barbeiro ou de qualquer outro tipo de contaminação”, afirma Viviany Ribeiro, representante do Ifac.
O trabalho de acompanhamento de quem produz açaí em Feijó vai ser constante. “Nosso objetivo é garantir permanentemente a qualidade do melhor açaí do mundo. Vai ser um trabalho que não se encerra com este curso”, explica Ronaldo Queiróz, diretor-presidente do Idaf.
Lourival Marques, gestor da Seaprof, declarou que a capacitação é a melhor arma para garantir um produto de qualidade.
“Estamos trabalhando na educação para esses produtores de açaí aqui de Feijó. O importante é garantir a qualidade de quem consome o produto.”
Para comprovar a qualidade, coletas do açaí processado durante o curso serão enviadas para análise laboratorial.
fonte  www.jornalatribuna.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.