Última hora
recent

analfabeto, que sabe apenas assinar seu nome e reeleito vereador.

Em Quixaba, cidade com 7 mil habitantes localizada no sertão pernambucano, Antônio Ramos da Silva, de 69 anos, segue uma carreira política invejável: ele foi prefeito, presidente da câmara municipal e agora, em 2016, acaba de ser reeleito vereador.
O que o diferencia de tantos outros políticos espalhados pelo Brasil é um fato simples que ele não esconde de ninguém: ele é analfabeto, pois quando criança, ao invés de estudar precisou ajudar a família na roça.
Quando se elegeu prefeito em 1992, Silva teve que lidar com uma cidade onde só haviam escolas sucateadas e sem profissionais qualificados. Ao assumir o cargo, a educação passou a ser uma de suas prioridades e chegou a receber 37% do orçamento municipal – bem acima do piso constitucional que é de 25%.
“Fiz tanto pela educação porque sempre senti na pele o quanto ela faz falta”, contou à Agência Senado.
Pela lei brasileira, analfabetos podem votar, mas não podem se candidatar a nenhum dos cargos eletivos do Legislativo ou do Executivo. No entanto, como Silva consegue copiar palavras e assinar o próprio nome, a Justiça Eleitoral não invalidou sua candidatura.
Foto: Agência Senado
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.