Última hora
recent

MPAC abre inquérito para apurar irregularidades no pagamento de aluguel social em Tarauacá


O fim do mandato do atual prefeito de Tarauacá, Rodrigo Damasceno (PT), não será dos melhores. Agora os efeitos de uma ação, iniciada em 2014 na forma de Procedimento Preparatório sobre o pagamento do aluguel social, foi retomada e convertida em Inquérito Civil pelo Ministério Público do Estado do Acre.
Com a nova fase, o MPAC deve apurar as possíveis irregularidades cometidas pela atual administração de Tarauacá, relacionadas ao pagamento de aluguel social aos moradores do antigo Mercado dos Colonos. Atualmente, esses moradores recebem R$ 250,00 mensais para pagar o aluguel onde residem.
Ocorre que esse valor estaria desatualizado e os que conseguem alugar uma moradia nesse valor se obrigam a residir em locais impróprios e sem o mínimo de dignidade. Além disso, salienta o MPAC, existe a falta de pagamento dos aluguéis sociais, com muitas famílias sendo humilhadas e despejadas das casas.
Outro ponto é que os proprietários não querer mais alugar imóveis por conta da má fama da prefeitura em não pagar: “O que torna a situação ainda mais humilhante para essas famílias”.
Na denúncia mais recente, algumas famílias procuraram o MPAC informando que o Município está há dois meses sem pagar os aluguéis sociais, inclusive algumas das famílias já foram despejadas dos imóveis locados.
A conversão em inquérito civil público ocorreu em resposta ao atendimento realizado às famílias por parte da Promotoria de Justiça de Tarauacá, na manhã da última quinta-feira (27). Apesar dos indícios de irregularidade, a investigação do MPAC não significa a existência de ilegalidade ou crime, situação que será ou não confirmada ao final do inquérito.
fonte   contilnetnoticias.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.