Última hora
recent

No AC, entregador é preso suspeito de estuprar meninas de 11 e 12 anos

Um entregador, de 32 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira (3) suspeito de estuprar duas meninas, de 11 e 12 anos. Os casos teriam ocorrido na cidade de Bujari, interior do Acre. O homem foi preso por meio de um mandado de prisão e estava escondido na casa da mãe dele, no Bairro Estação Experimental, em Rio Branco.
A menina de 11 anos teria sido violentada em março deste ano. Já a prima dela teria tido relação com o entregador em outubro de 2015. As investigações apontam que a adolescente de 12 anos teria feito sexo com consentimento, porém, por ser menor de 14 anos, a Justiça considera como estupro de vulnerável.
O delegado responsável pelo caso, Pedro Henrique Resende explica que o pai da menor de 11 anos foi quem denunciou o caso. “A menina de 11 anos contou para a prima que tinha sido violentada por ele e ela disse que também já tinha ‘ficado’ com ele. O pai soube da conversa e procurou a polícia. Ouvimos as crianças, fizemos corpo de delito e conjunção carnal, que comprovou”, explicou.
Resende acrescenta que após o juiz decretar a prisão do entregador, ele teria fugido para capital acreana e se escondido na casa da mãe. Araújo foi interrogado na Delegacia da 4ª Regional da Polícia Civil e deve ser conduzido para o presídio da capital. O delegado deu ainda detalhes sobre os abusos.
“Ele pôs uma faca nela [vítima de 11 anos] e depois que a estuprou a primeira vez ameaçava matar caso contasse para alguém. Já a menina de 12 anos disse que ele ofereceu carona para ela, a levou pra casa, pediu pra ela ficar nua e fizeram sexo”, disse.
Ao G1, o suspeito confirmou que conhecia as meninas e que congregava na igreja do pai de uma delas, mas negou os abusos. “Não aconteceu nada. Sou inocente”, defendeu-se.
fonte   g1.globo.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.