Última hora
recent

Com salários defasados, conselheiros denunciam descumprimento de Lei salarial de 50% do vereador

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Feijó luta desde julho do ano passado pela cumprimento da Lei Municipal n.º 666/2015, que estabelece a remuneração dos conselheiros tutelares, mas apesar dos esforços só obtiveram desprezo por parte do atual prefeito de Feijó, Hamerly Albuquerque.
Segundo documento enviado à redação do ac24horas, Hamerly Albuquerque sancionou a Lei, mas descumpriu a determinação que estabelece a remuneração de no minimo 50% do subsídio de um vereador.
Com base em cópia de documento, os conselheiros continuam a receber R$ 1.097,00, valor inferior aos 50% do salário de um vereador (R$ 3.900,00), ou seja, os conselheiros sofrem uma defasagem/mês de quase R$ 900, 00. O salário a ser pago deveria corresponder ao total de R$ 1.950,00.
Desde sua sanção, os representantes tentam dialogar com o poder público municipal para regularizar os pagamentos retroativos, mas a situação vem sendo adiada. Já no fim do mandato, o atual prefeito teria formado um compromisso que regularizaria a situação, mas novamente não o fez.
Segundo cálculos do CMDCA, cada conselheiros tem a receber atrasado, de janeiro de 2015 até o mês de outubro de 2016, o montante de R$ 7.677,00. A reportagem do ac24horas tentou contato com o prefeito, mas sem êxito. O espaço fica aberto para a versão dos fatos envolvendo o poder público municipal.
fonte   www.ac24horas.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.