Última hora
recent

Sindmed deve mover ação contra app que mostra plantão de médicos no AC

O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) deve ingressar com uma ação contra o aplicativo de Gerenciamento de Escalas e Plantões (GEP), desenvolvido pela Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), alegando que o software expõe o cotidiano dos médicos e pode tornar os profissionais alvos de bandidos. Ao G1, a Sesacre informou que ainda não foi notificada formalmente sobre a reclamação.
O presidente do sindicato, José Ribamar Costa, diz que a Sesacre não consultou a categoria sobre a criação do aplicativo que tem o objetivo de mostrar os dias e horários em que os médicos, de várias especialidades, devem estar atendendo nas unidades de saúde do estado. O programa é gratuito e por enquanto só disponibiliza os dados das unidades de Rio Branco.
"Achamos que é uma medida discriminatória, pois apenas o médico está incluído, enquanto os demais servidores, enfermeiros, dentistas, psicólogos e os próprios gestores não aparecem. A medida nos causou indignação, pois divulga o nome dos profissionais, o que não agrada aos médicos por vários motivos. Se buscam transparência que seja para todos", ressalta.
Costa destaca que devem ingressar com o pedido de uma medida judicial para que o aplicativo não seja implantado da maneira como foi apresentado pela Sesacre. Segundo ele, o sistema criado pelo órgão não permite o registro de troca de plantonistas. Ele afirma que a troca é um ato administrativo normal e pode ocorrer nas unidades. Porém, com o programa a imagem do médico pode ser afetada.
O Sindmed-AC divulgou uma nota de repúdio, na quinta-feira (22), onde pede que os médicos denunciem o aplicativo como impróprio na Play Store. O presidente do sindicato diz que o programa não mostra as reais necessidades das unidades de saúde e que a população pode acabar recebendo informações erradas.
"Um dos casos é o fato de que o governo deveria oferecer pediatras em todas as unidades, mas não há contratação de profissionais. Com isso, apenas uma ou duas unidades são indicadas como tendo o especialista, o que pode acabar gerando conflitos. O Conselho Federal de Medicina (CFM) já dita normas e resoluções para a fiscalização dos profissionais médicos", finaliza.
Gerenciamento de Escalas e Plantões
A partir de agora, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no Acre, vão poder consultar, por meio de um aplicativo, as unidades de saúde, atendimentos e médicos que estão escalados para os plantões.
A ideia é facilitar a vida das pessoas que utilizam os serviços no estado. Até 2018 todas as unidades de saúde do estado devem estar cadastradas no GEP.
O aplicativo já está disponível para usuários do sistema Android. Os pacientes também terão a opção de registrar críticas ou sugestões por meio do atalho ouvidoria.
fonte  g1.globo.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.