Última hora
recent

Subcomandante da PM do Acre pede demissão

O subcomandante da Polícia Militar do Acre (PM-AC), coronel Ulysses Araújo, pediu demissão do cargo, nesta segunda-feira (5), por meio de uma carta enviada ao comando da polícia.
O pedido veio em meio a uma onda de execuções registradas na capital acreana, Rio Branco. Somente entre o sábado (3) e domingo (4), ao menos cinco mortes foram registradas.
Ao G1, o coronel Araújo confirmou o envio da carta de exoneração, porém, não quis comentar sobre o que teria motivado o pedido. Segundo ele, somente após a confirmação da demissão, que não tem data marcada, é que irá se posicionar sobre o caso e informar os reais motivos.
Ainda nesta segunda, a Secretaria de Segurança Pública do Acre (Sesp-AC) voltou a ligar a nova onda de execuções na capital acreana a briga de facções. O secretário Emylson Farias afirmou que a disputa por território e briga entre facções rivais "nunca vai deixar de ter".
Além das execuções, foram registradas em 24h duas tentativas de homicídio na mesma rua, no bairro João Eduardo. A mais recente ocorreu na tarde desta segunda-feira (5), onde um homem, identificado como James Camilo Silva, de 37 anos, foi levado para o Hospital de Urgência e Emergência (Huerb) após ser atingido por ao menos dois tiros.
O segundo caso ocorreu na tarde de domingo (4). Magno Gomes Silva, de 28 anos, foi esfaqueado cinco vezes em frente a uma distribuidora no local. Ao G1, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) informou que os golpes atingiram o estômago, base direita do tórax, ombro direito, mão esquerda e coxa da vítima.
Execuções
Uma nova onda de execuções voltou a ser registrada em Rio Branco. Entre sábado (3) e domingo (4), foram contabilizadas ao menos cinco mortes em bairros da capital acreana e várias tentativas de homicídio. As vítimas foram mortas com vários tiros de arma de fogo.
Somente no sábado foram registradas três mortes, em bairros da capital. O primeiro homicídio foi registrado no início da tarde. O pintor Francisco da Silva Amorim, de 24 anos, foi morto a tiros no bairro São Francisco. Segundo informações, dois homens em uma motocicleta efetuaram ao menos três disparos contra o jovem que também estava em uma moto.
O segundo caso ocorreu na Avenida Antônio Pessoa Jucá, no bairro Tancredo Neves, também na tarde de sábado. O adolescente Renan da Silva Nascimento, de 15 anos, foi atingido por ao menos três tiros e não resistiu. Após ser atingido pelos disparos, o jovem entrou em um comércio. Um outro jovem que estava com Nascimento, de 25 anos, também foi baleado, mas se evadiu do local.
O terceiro homicídio ocorreu por volta das 18h de sábado na rua, no bairro Chico Mendes. Desta vez, a vítima foi o jovem Eliel Carvalho da Silva, 20 anos. Silva foi morto com cerca de três tiros. Segundo informações, os suspeitos seriam dois homens em uma motocicleta, que, após os disparos, teriam saído comemorando o crime.
O estudante Natanael Vitor Aguiar da Silva, de 16 anos, foi morto a tiros na noite do domingo (4), no Conjunto Esperança, em Rio Branco. Segundo familiares, o adolescente estava em frente à casa de um amigo quando ao menos dois homens chegaram e efetuaram os disparos. Ele morreu ainda no local.
A Polícia Civil do Acre investiga ainda um vídeo que circula pelas redes sociais em que aparece parte da cena de um jovem sendo esquartejado em Rio Branco. Segundo o responsável pela Delegacia de Homicídios e Proteção de Pessoas (DHPP), delegado Roberth Alencar, a vítima se trata de Gabriel Nunes da Silva, de 17 anos, que foi reconhecido pelos pais nas imagens.
fonte   g1.globo.com

equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.