Última hora
recent

Agricultor tem queimaduras nas mãos após choque em transformador

Queimaduras nas duas mãos e no peito. Essa foi a consequência de uma descarga elétrica no sofrida pelo agricultor Camilo Nascimento, de 18 anos, ao tentar tirar um transformador de um poste na zona rural de Rodrigues Alves, no interior do Acre. O jovem conta que há um ano está sem energia na comunidade e que queria instalar o transformador em sua casa porque pretendia conservar a carne que havia comprado.
O incidente aconteceu na quarta-feira (11), no Ramal do Pavãozinho. De acordo com Eletrobras Distribuição Acre, o jovem deve ter recebido uma carga elétrica de mais de 7 mil volts. "Quando tentou cortar o cabo, recebeu a descarga elétrica. Acredito que surgiu o arco voltaico que tem um limite de aproximação. Se tivesse tocado no cabo, teria ficado grudado", explica o gerente de Serviços Técnicos da Eletrobras no Vale do Juruá, Marcos Cavalcante.
O agricultor conta que desmaiou após receber o choque e que havia tentado tirar o transformador porque estava sem energia.
"Na hora que fui cortar o fio, desmaiei e não lembro de mais nada. As três casas da minha família estão há um ano sem energia e eu precisava gelar uma carne", relata.
O jovem foi levado para o Hospital do Juruá, em Cruzeiro do Sul, onde permanece internado e deve passar por avaliação médica para verificar se é necessário uma cirurgia nas mãos. ]
O gerente da Eletrobras diz que foi um milagre o jovem ter sobrevivido. Cavalcante conta ainda que vai registrar um boletim de ocorrência contra o jovem. "Teve muita sorte em estar vivo. O material que ele usava resiste apenas a mil volts. A rede lá tem que ser trabalhada com a rede desenergizada e com equipamento adequados. O pessoal do plantão esteve no local e não encontrou o transformador e esse transformador vai ter que aparecer. Mandei uma equipe ao local e vou registrar um boletim de ocorrência”, acrescenta.
A mãe do jovem, Maria Lima, acusa a Eletrobras de não ter prestado serviço há um ano. Segundo ele, foi diversas vezes no escritório da empresa e sua demanda não foi atendida.
"Quando você vai lá [Eletrobras] fazer reclamação, como moramos longe, nenhuma equipe vai lá e eles nem registram os dias que nos fomos. Mas, quando acontece uma coisa dessa, de repente uma equipe foi no local. Estamos sem energia há cerca de um ano e nunca tentaram resolver e a gente precisava conservar a carne", conta.
Cavalcante rebate e reforça que toda demanda relacionada à rede de energia precisa ser registrada na Eletrobras-AC. "Atendemos todas as ocorrências. Não encerramos nenhuma sem que o consumidor seja atendido. Nossa orientação é que as comunidades não mexam na rede, não utilizem o trabalho de terceiros, pois é muito perigoso e pode matar”, orienta.
Eletrobras-AC diz que vai registrar boletim de ocorrência contra o agricultor  (Foto: Adelcimar Carvalho/G1)
No leito do hospital e com constante dores nas mãos, o agricultor disse que aprendeu a lição e que não vai mais mexer em fiação. "Não quero mais nem chegar perto", finaliza.
fonte g1.globo.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.