Última hora
recent

Casa de policial militar é atingida com mais de 10 tiros

Um policial militar de 34 anos teve a casa alvejada por tiros na noite deste domingo (22), no bairro Adalberto Aragão, em Rio Branco. O PM, que pediu para não ser identificado, contou que estava na igreja no momento do ocorrido, mas a mãe dele, de 56 anos, a irmã, de 33, e duas sobrinhas, de 17 e 13 anos, estavam na residência. Ninguém ficou ferido.
A perícia esteve no local e recolheu, segundo o PM, entre 12 a 15 projéteis. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.
Ao G1, nesta segunda-feira (23), o PM relatou que, de acordo com os vizinhos, três homens em duas motocicletas seriam os responsáveis pelos disparos.
“Eram três homens em duas motos. Um deles não parou e os outros dois agiram. Está inerente ao fato de eu ser da Segurança Pública. O grau de atentados que vêm acontecendo contra agentes é muito grande”, declarou.
Ele disse ainda que não lembra de ter sofrido ameaças nos últimos dias. “Estava só minha família em casa. Um atentado muito estranho, com vários disparos. Isso tudo gera uma sensação de insegurança tanto na gente como nos familiares”, afirmou.
Ao menos duas balas atingiram os sofás na casa da família. O PM conta que em um deles estava a irmã e no outro a mãe. As cadeiras da mesa e o microondas da casa também foram atingidos pelos disparos.
PM teve a casa alvejada por tiros no bairro Adalberto Aragão, em Rio Branco (Foto: Aline Nascimento/G1)
A irmã do PM, que também não quer ser identificada, disse que estava assistindo televisão quando começou a ouvir os disparos. “Foi muito rápido, não teve intervalo. Só me encolhi e fiquei parada. As balas quase pegaram na mãe. As meninas estavam no quarto. Não tivemos reação de nada”, revelou.
fonte  g1.globo.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.