Aprovados em concurso da Saúde de 2013 reivindicam convocação - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Aprovados em concurso da Saúde de 2013 reivindicam convocação

Aprovados em concurso da Saúde de 2013 reivindicam convocação

Share This
Profissionais da Saúde se reuniram na tarde desta quinta-feira (9) na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), em Rio Branco, para discutirem uma forma de serem chamados em concurso feito para a Saúde em 2013 e homologado em 2014. Eles foram ouvidos pelo deputado Raimundinho da Saúde (PTN-AC) e o vereador Railson Correia (PTN). Ao todo, 1.500 pessoas estão aguardando a convocação.
Ao G1, a A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informou que a convocação dos candidatos deverá ocorrer gradativamente. "Contudo, ressalta-se que se dará respeitando o limite prudencial e a disponibilidade orçamentária", pontua.
Eles acreditam que a convocação supriria as vagas que devem ser abertas após o Ministério Público do Acre (MP-AC) recomendar a demissão de 380 servidores públicos com contratos vencidos no Acre. Desse total, 277 são da Saúde.
"Somos contra as demissões desses servidores irregulares, mas o que nos deixa felizes é que os pais e mães de família que passaram nesse concurso de 2013 estão tendo a esperança de serem chamados. A nossa intenção é ter uma resposta favorável quanto a isso", diz Smaily Silva, enfermeiro que passou no concurso em 2013.
Rosicleide Fernandes, de 37 anos, diz que passou no concurso e também está na lista dos demitidos da Saúde. Ela conta que muitos que serão exonerados estão nna lista de espera. "Perdemos nosso emprego e estamos a mercê do governo. Porque 60% dos que estão aqui estão na lista de espera do concurso. Eu trabalho no hospital há 12 anos e tem enfermeiro que tem de 2 a 3 escalas" reclama a técnica em enfermagem.
Entenda o caso
O Ministério Público do Acre (MP-AC) recomendou ao governo do estado a rescisão de ao menos 380 servidores que têm contrato temporário. Segundo o órgão, eles estariam trabalhando de forma irregular, já que os prazos contratuais extrapolaram o prazo de 12 meses.
A recomendação foi expedida no dia 16 de janeiro e deveria ser cumprida em até 45 dias a partir da data de recebimento. Ao G1, a secretária de Gestão Administrativa, Sawana Carvalho, confirmou o recebimento da recomendação e afirmou que o documento foi encaminhado para a Procuradoria Geral do Estado (PGE) para análise.
“Estamos tomando as medidas e analisando. Vamos cumprir a recomendação do MP-AC e estamos aguardando orientação da PGE", disse a secretaria Sawana.
Os servidores que devem ser exonerados exercem funções em diversas secretarias e autarquias como Educação, Esporte, Instituto de Meio Ambiente do Acre (IMAC) e Instituto Socioeducativo.
fonte  g1.globo.com

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages