Dançarinas do É o Tchan sofreram humilhações e maus tratos - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Dançarinas do É o Tchan sofreram humilhações e maus tratos

Dançarinas do É o Tchan sofreram humilhações e maus tratos

Share This
Em vídeo, nesta quinta-feira, 02, as dançarinas Joyce Mattos e Elisângela Pereira, do É o Tchan, desabafaram sobre as algumas situações que enfrentavam em suas carreiras.
Maus tratos, humilhações e salários atrasados foram alguns dos temas reivindicados pela dupla.
Indignadas com a ordem de dançarem em um espaço que atrapalharia os músicos do grupo em certo show, ambas foram expulsas do palco e obrigadas a esperarem no ônibus, onde decidiram gravar as imagens. Assista ao vídeo abaixo:
Além do vídeo, no Instagram, Joyce desabafou sobre o caso e anunciou que não faz mais parte do É o Tchan. Entre agradecimentos e reclamações, a bailarina ressaltou sobre sua trajetória e deixou claro que trabalhou com muito amor durante o tempo que foi integrante do grupo:
Pois então meu tempo acabou, e a sensação de dever cumprido me acalma o coração, 10 mil vezes que entrei no palco foram 10 mil de amor, que incomodou muitos e alegrou outros...". Confira a publicação na íntegra.
Hj terça feira 31 de Janeiro de 2017 eu venho em respeito ao público que aprecia o meu trabalho junto ao É o Tchan declarar que não faço mais parte do grupo. Quem diria, eu uma ex vendedora de lojas, performance GLS, sem beleza, sem corpo, sem perfil e sem ser graduada em dança entraria para uma banda de tamanha grandiosidade.Ocupei o espaço sim de morena do Tchan, mas esse posto nunca foi meu...Assim batalhei por espaço com os pés firmes e bem a par da realidade de que fazia parte de um corpo de baile e tudo que eu passava na banda me deixava mais crente disso. Esse título pertence a banda e quem entrar nela vai utilizá-lo por um tempo. Pois então meu tempo acabou, e a sensação de dever cumprido me acalma o coração, 10 mil vezes que entrei no palco foram 10 mil de amor, que incomodou muitos e alegrou outros...Mas enfim, ruim ou bom, dei o meu melhor, me doei por inteira e me dediquei, e acreditem, até eu acho que não foi o bastante.O sentimento de saudade fica e o maior orgulho que tenho de todas minhas atitudes é que enquanto estive na banda eu fui agraciada pela maior recompensa, os FÃS, esses que a partir de hj não sei quais irão continuar, mas enquanto estive me acompanharam e apoiaram, valeram cada suor e sorriso que derramei mesmo quando na verdade deveriam ser lágrimas!!São a vcs meu obrigado, são pra vcs as satisfações, foi graças a vcs minha evolução e são de vcs que eu sentirei falta, pq são os únicos que davam valor a tudo isso.Foi no Tchan que soube e aprendi o valor disso, e esse é o maior obrigado que eu posso dar a banda permitindo que ocupasse esse posto por todo esse tempo. Cada ano que passei foi pq minha dedicação ao trabalho falava mais alto que qualquer incomodo, qualquer crítica ou ñ aceitação.Muitas coisas vividas, muitos aprendizados, uma experiência inimaginada, mas como tudo na vida tem seu começo, meio e fim. Cheguei ao fim bem demorado com a durabilidade de 5 anos 4 meses e exatos 20 dias, e hj posso dar o meu adeus com o coração calmo e com a sensação de dever cumprido. Obg a todos pela atenção e carinho, fiquem tranquilos, como todo fim, ñ é fácil, mas estou muito bem e convicta que já havia passado da hora do fim acontecer
.Procurada pela revista "Quem", a assessoria de imprensa do grupo declarou que "Compadre Washington e Beto Jamaica não vão se pronunciar sobre isso no momento. Só podemos informar que a Elisangela (Zanza) continua no grupo".
fonte  www.kboing.com.

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages