Última hora
recent

Mulher procura irmãos que não vê há mais de 30 anos no interior do Acre

A empregada doméstica Maria Marcelina de Oliveira, de 42 anos, deixou a casa da família quando ainda tinha 12 anos, devido a problemas de convivência.
Desde então, perdeu totalmente o contato com todos os parentes, que moravam em cidades do interior do Acre. Após uma espera de três décadas, a acreana, que atualmente mora em Rio Branco, decidiu procurar os quatro irmãos.
Maria lembra que morava com nas proximidades de Brasileia, quando a mãe, Nicolina Marcelina de Oliveira, se mudou para Xapuri levando os quatro irmãos menores.
"Fiquei com meus avós, começaram uns problemas e decidi ir embora. Minha mãe morreu pouco tempo depois. Antes de morrer, ela deu dois dos meus irmãos para uma família. Perdi o contato total e até hoje não tive nenhuma notícia", diz.
Os outros dois irmãos, de acordo com a doméstica, ficaram com outros parentes. Maria afirma que não sabe exatamente em que cidade os irmãos moram, nem se mantiveram o sobrenome da família. Puxando da memória, a acreana enumera o primeiro nome de três deles: Cleia, Josué e Rita. "Acho que meus tios os levaram para Brasileia, mas não tenho certeza", fala.
A acreana revela que a demora em tentar achar a família se deu por causa do medo. "Não sou sozinha. Tenho uma família e preciso procurar. Nunca tinha tentado por medo de ser rejeitada, mas era algo que já estava dentro de mim. Pedi força a Deus e criei coragem. Tenho fé de que vou encontrar pelo menos um dos meus irmãos", finaliza.
fonte  g1.globo.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.