Rio Envira Aproxima-se da Cota de Trasbordamento - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Rio Envira Aproxima-se da Cota de Trasbordamento

Rio Envira Aproxima-se da Cota de Trasbordamento

Share This
De acordo com o corpo de bombeiros que vemrealziando o monitoramento rio Envira, o manancial amanheceu o dia desta quarta-feira, com 12,54m e deve continuar subindo por causa da ocorrência de chuvas em suas cabeceiras e nas cabeceiras de seus afluentes.
No município, o Rio Envira, ainda segue dentro da normalidade, sua cota de alerta é de 13,50m e de transbordamento, de 14 metros.
O rio Envira já ultrapassou a cota de transbordamento do porto de embarque de desembarque das embarcações que chegam no porto de Feijó, já atacando suas embarcações na rua contorno beira rio, construído as margens do rio Envira para a realização da festividades populares como o já tradicional, famoso e grandioso festival do açaí.
Com a enchente do rio Envira a rua tornou-se mais uma vez ponto turístico da cidade de Feijó, aonde os feijoense passaram a frequentar e passearem vendo os parentes, amigos e 

correlegionários que chegam e saem do porto de Feijó e também realizarem comercialização os mais variados produtos agrícolas e hortifrutigranjeiros das embarcações de produtores rurais muitos deles, já atingidos pela cheia.
A previsão é que o manancial ganhe ainda mais força, pois se chover muito na sua cabeceira e nas cabeceiras do seus principais afluentes, como ocorreu durante todo o mês de janeiro, que não falhou um dia se chover poder ocorreu uma grandiosa enchente como ocorreu no ano de 2015, quando o rio Envira, transbordou e deixou várias famílias desobrigas, nos bairros do terminal, 

Aristides, bela vista, ribeirinhos que perderam suas plantações de produtos agrícolas, moradores da rua Francisco Pereira e rua contorno beira rio, onde as águas do rio tomaram todo estas ruas, E, devido está grandiosa enchente que demorou vários dias e causo transtorno há várias famílias, pois, as mesma foram atingidas pela cheia do rio Envira e tiveram que serem desalojadas de suas casas e irem para abrigos públicos e social. Vendo a situação de calamidade publica de várias famílias feijoense, o prefeito Merla, cancelou inclusive o carnaval popular que seria realizado na rua contorno beira rio.
O governo do Acre, por meio da Defesa Civil Estadual e do Corpo de Bombeiros, está atuando no monitoramento do Rio Juruá e nos trabalhos operacionais de retida das famílias, além de apoiar as demais ações sociais.
fonte  www.feijoac.com.

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages