Última hora
recent

Bebê de mais de 5 kg morre em parto normal e fica quase 1h preso à mãe

A Maternidade de Cruzeiro do Sul está investigando o caso da morte da pequena Eloá, que morreu na madrugada desta terça-feira (7) durante uma tentativa de parto normal.
A bebê, que pesava mais de 5 quilos, morreu após ficar presa à mãe por cerca de 1 hora. A mãe, Maria Gomes, de 19 anos, permanece internada.
Ao G1, Fernando Rossi, gerente de Assistência à Saúde da maternidade, informou que o caso vai ser investigado internamente para apurar os fatos.
Os pais são de Marechal Thaumaturgo e estavam na cidade apenas para o nascimento da primeira filha. Antônio Coelho, de 32 anos, pai de Eloá, acredita que a tentativa de parto normal tenha vitimado a criança.
“Eu não esperava isso, nós queríamos a nossa filha viva. O enxoval já estava pronto. Minha mulher está muito abalada e cheia de dores e eu estou muito triste”, lamenta o pai.
Coelho conta ainda que na tentativa de retirar a criança, Eloá ficou cerca de uma hora presa à mãe, apenas com a cabeça do lado de fora. “Ela só começou a sentir dor aqui. O médico fez a avaliação e foi feito quatro ultrassons, não tinha como não saber o peso do bebê, porque eles viram a barriga dela e o médico só disse que era água", relata.
O gerente de Assistência à Saúde da maternidade disse ainda que tomou conhecimento informal baseado em relatos de alguns servidores. Ele diz ainda que "a Maternidade está triste como um todo" e que a família ainda não procurou a direção.
“Nós entendemos toda a comoção e fazemos parte disso, mas, como gestores, não podemos falar a princípio sobre responsabilização. Vamos tomar todas as medidas cabíveis para que a verdade seja descoberta sobre tudo o que aconteceu durante o parto”, garante.
fonte  g1.globo.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.