Última hora
recent

Carne acreana tem qualidade e sanidade

Responsável por 59% do produto interno bruto (PIB) do Estado, a pecuária gera emprego e renda para muitos acreanos. Mas o setor teme os efeitos da operação Carne Fraca realizada pela Polícia Federal (PF), mesmo não havendo nenhuma empresa acreana na investigação.
Em reunião com empresários do ramo, o governador Tião Viana assumiu o papel de liderança entre os pecuaristas com os bancos públicos, para que eles consigam enfrentar essa crise.
O governo está próximo dos produtores mantendo o diálogo e estabelecendo estratégias socioeconômicas para que não haja mais consequência negativas.
“Nós temos a melhor carne do mundo, ela é cuidada com todo rigor sanitário internacional e é fundamental para vida econômica do país. Enquanto outros setores afundaram em crise, a economia rural resistiu bravamente”, destacou Tião Viana.
O Acre produz a melhor carne bovina do mercado brasileiro, conhecido como “boi verde”, pois o gado é criado a pasto e suplementação exclusiva com alimentos de origem vegetal. Com rebanho aproximadamente de 3 milhões de cabeças, a pecuária valoriza outras cadeias produtivas, como a do milho que emprega milhares de acreanos.
Ano passado, começou a operar no estado o primeiro frigorífico de desossa de carne bovina. A Frigonosso é capaz de processar de 40 a 50 toneladas de carne, gerando até 150 empregos diretos.
“Não é justo que um setor importante como esse, pague um preço tão alto” destaca José Carlos Reis, Secretário de Agricultura e Pecuária.
Acre é zona livre de Febre Aftosa
O governo não tem medido esforços no fortalecimento do setor produtivo. O estado é reconhecido há 11 anos pela Organização Mundial de Saúde Animal como zona livre de Febre Aftosa.(Assessoria)
fonte  www.jornalatribuna.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.