Última hora
recent

Festa no Maraca: Fla engrena no 2º tempo e goleia San Lorenzo na estreia da Libertadores

O Flamengo preparou o palco. A torcida encheu as arquibancadas no reencontro com o Maracanã, com direito a mosaico e maior público do ano no Brasil. E em campo, o time correspondeu à festa ao vencer o San Lorenzo por 4 a 0 na estreia da Libertadores 2017. Os gols saíram todos no 2º tempo. Honrando a camisa 10 de Zico, Diego abriu o placar em bela cobrança de falta aos 3 minutos. Aos 16, deu passe para Trauco aumentar, em chute de fora da área. Romulo ampliou de cabeça aos 25. Os Rubro-Negros não tiveram tempo para lamentar o pênalti perdido por Guerrero aos 40 porque três minutos depois, Gabriel deu números finais ao placar com um golaço no ângulo.
1º TEMPO
Foi um primeiro tempo truncado, com poucas chances de gol. A primeira foi do Flamengo, aos 13. Willian Arão deixou Everton na cara do gol. O atacante teve calma para tirar do goleiro, mas caprichou tanto que acertou a trave. O San Lorenzo respondeu em seguida. Em jogada ensaiada em cobrança de escanteio, Montoya cabeceou com perigo para fora. Aos 30, Mancuello, que batera a cabeça minutos antes, deixou o campo para a entrada de Berrío. O colombiano deu mais velocidade ao ataque do Fla com avanços pela direita. Aos 43, Guerrero teve outra oportunidade, mas chutou mascado.
2º TEMPO
Logo no início do 2º tempo, o Fla partiu para o abafa e Everton foi puxado pouco antes da linha da grande área. Na cobrança da falta, Diego colocou por cima da barreira com categoria e o goleiro, mal posicionado, não alcançou a bola. Era o primeiro gol Rubro-Negro na Libertadores 2017. O gol deu confiança para o time carioca. Aos 16, Diego tocou para Trauco que girou com liberdade na frente da área e acertou forte chute, sem chances para o goleiro Torrico. Aos 25, Diego cobrou escanteio, Berrío desviou e Romulo completou de cabeça para as redes. O San Lorenzo só ameaçou aos 34, com Coloccini de cabeça. Aos 40, Gabriel invadiu a área e foi derrubado. Guerrero, porém, bateu fraco o pênalti, e Torrico segurou. Ainda houve tempo para Gabriel marcar um lindo gol, em chute colocado no ângulo.
APREEENSÃO

Federico Mancuello causou apreensão após uma dividida aérea no 1º tempo. Aos 18 minutos de partida, o meia-atacante levou a pior em um choque cabeça com cabeça com o volante Ruben Botta e apagou logo após cair no chão. O argentino recobrou a consciência na sequência, tentou voltar ao jogo, mas acabou substituído 13 minutos depois por precaução. Segundo o Fla, o jogador está consciente e passa bem. Ironicamente, Mancu deu lugar a Berrío, que deu mais velocidade ao ataque do Fla.
MOSAICO E RECORDE DE PÚBLICO
A torcida do Flamengo compareceu em peso ao Maracanã, 69.089 presentes, maior público do ano, e preparou um mosaico para celebrar a estreia do time na Libertadores. Assim que o time rubro-negro entrou em campo, os torcedores formaram, com quase 70 mil peças a frase "Isso aqui é Flamengo". O mosaico também trazia escrito "1981", ano dos títulos da Libertadores e do Mundial, e "2017", em um estímulo para a campanha desta temporada. Algumas peças voaram com o vento antes do jogo, mas não atrapalharam o desenho final.
CAMISA 10 DA GÁVEA

A camisa 10 caiu bem em Diego. Após um 1º tempo discreto, o meia, que disputa as demais competições com a 35, honrou o maior jogador da história do Flamengo e fez a diferença na noite desta quarta-feira. Sob olhares de Zico, Diego abriu o placar em cobrança de falta com categoria, deu passe para Trauco marcar o segundo e ainda bateu o escanteio que resultou no terceiro gol, de Romulo.
fonte  globoesporte.globo.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.