Expoacre 2017 AO VIVO

Última hora
recent

Governo do Acre proíbe trabalho de “conforto espiritual de pacientes” na Fundação Hospitalar do Acre

Uma determinação do setor de apoio administrativo da Fundação Hospital do Acre (Fundhacre) pegou o segmento evangélico no Estado do Acre de surpresa. Um informativo assinado por Wallziane Vaz de Souza, do apoio administrativo, proibiu o chamado “conforto espiritual de pacientes”, trabalho de cunho religioso que normalmente era realizado por igrejas Católicas e Evangélicas.
Segundo informações de um pastor da Assembleia de Deus, que pediu para não ter seu nome identificado, teria sido informado uma intervenção do Palácio Rio Branco na situação, mas de acordo a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), a medida continua sendo aplicada até que seja normatizado o acesso às enfermarias.
“A igreja tem um papel fundamental na vida social e espiritual das pessoas. Quem apoia essa portaria só pode estar possuído por forças malignas. O inimigo tem o poder de fazer com que muita gente tome atitudes como essa. É uma portaria do mal, do demônio”, afirmou o pastor.
O esclarecimento é da direção do Hospital das Clínicas (HC), que justificou o embargo à entrada de pastores e religiosos com o objetivo de garantir mais tranquilidade, melhor atendimento e recuperação aos pacientes. “Qualquer pessoa precisará fazer a identificação antes de ir aos leitos, para a entrega do crachá que utilizará durante a permanência no local” diz a direção do HC.
Na tentativa de evitar maior repercussão, a superintendente da Fundhacre, enfermeira Juliana Quintero, rechaçou a proibição do culto e conforto espiritual aos pacientes, enaltecendo o trabalho religioso. Segundo nota enviada à ContilNet, a direção disse que “incentiva o conforto espiritual aos pacientes. A suspensão é apenas temporária para a implantação e adequação das novas normas”, esclareceu.
A reunião que estava marcada, de acordo informativo, no dia 26 de abril, foi antecipada após o caso vir à tona e deve ocorrer no próximo dia 6 com os representantes religiosos. A superintendência quer esclarecer a operacionalização desse tipo de visita aos pacientes.
fonte contilnetnoticias.com 
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.