Última hora
recent

Homem é preso suspeito de matar bebê com tiro na cabeça no Acre

Um homem foi preso, na tarde desta terça-feira (28), sob suspeita de ter atirado e matado o bebê indígena da etnia Manchineri em Sena Madureira, no interior do Acre. A criança foi atingida com um tiro na cabeça, de acordo com a Polícia Militar (PM). O crime ocorreu ainda na noite da segunda (27).
O capitão Michel Casagrande, comandante da PM na cidade, afirmou que a prisão foi efetuada enquanto o homem tentava fugir em um táxi para o município de Manoel Urbano, em um trecho da BR-364. De acordo com as informações policiais, ele foi identificado como Romário Pereira da Silva. A idade não foi divulgada.
"Nossa inteligência detectou que ele estava fugindo para lá [Manoel Urbano]. Montamos uma barreira na Ponte do Purus, quando estava passando em um táxi, nós o prendemos. Agora, está sendo deslocado para Sena Madureira para ser feito o flagrante. Nas próximas horas, ele deve estar delatando mais gente", ressaltou.
O bebê, de um ano, que não teve o nome divulgado, estava chegando na cidade com a família em uma embarcação, quando criminosos efetuaram os disparos. Casagrande chegou a falar que os bandidos teriam confundido a família com integrantes de uma facção criminosa rival, o que teria motivado os tiros.
A criança chegou a ser socorrida e levada ao hospital da cidade, mas não resistiu e morreu. A PM informou que no total três pessoas estão envolvidas no crime. "Os indígenas estavam atracando a canoa, quando os meliantes de uma facção, provavelmente imaginando que se tratava de um grupo rival, atiraram na canoa. Um tiro pegou na cabeça da criança que estava no colo da mãe", finalizou.
fonte  g1.globo.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.