Última hora
recent

Licitação de reconstrução da BR-364 sai até julho

O projeto de reconstrução está em pronto, e deve ser licitado até o meio de 2017. Nesta obra haverá a ampliação da plataforma, criação de banquetas, correção da inclinação da pista, melhorias na drenagem da pista e a elevação de um novo revestimento.
“O projeto está pronto, na verdade é um anteprojeto feito pela empresa Dynatec e já está protocolado no DNIT em Brasília. Agora, ele está em diversos setores em análise técnica para que seja feito os ajustes necessários. A nossa expectativa é que até o meio do ano a gente possa licitá-lo”, relata Thiago.
Atualmente o trecho passa por uma restauração, que teve início em dezembro de 2016. A conclusão da obra está prevista para outubro de 2017. Thiago Caetano diz que esta obra é de restauração total do trecho. “Vão ser corrigidos todos os problemas, todas as patologias e serão incorporadas pedras no pavimento. Será realizado um trabalho grande”, explica.
No período de chuvas no Acre, devido ao risco de perder o trabalho executado, de dezembro a março de 2017, as empreiteiras realizarão apenas serviços emergenciais em pontos mais críticos da rodovia.
Thiago relata que na primeira etapa desta obra serão executados os serviços de recuperação de erosões maiores, que colocam em risco o rompimento da rodovia, e também serão espalhadas pedras nos pontos de atoleiro. “Vamos espalhar pedras para não deixar dar atoleiro e fazer uma selagem para proteger os veículos”, esclarece.
O orçamento da obra é de R$ 226 milhões. Duas empresas de Minas Gerais ganharam o processo de licitação e compram as pedras de empresas de Rondônia. A mão de obra mais especializada, como engenheiros e técnicos de campo vem de fora, mas a mão de obra pesada, os equipamentos e insumos serão contratados na região.
Neste período, a obra gera mais de 100 empregos de forma direta. Com o fim do período de chuvas, serão gerados mais de 3 mil empregos de forma direta e indireta.
O principal objetivo da restaura- ção é não deixar a rodovia fechar e manter o fluxo de veículos no trecho em um tempo hábil, de acordo com o supervisor. Ele diz que a obra não evitará que novos problemas apareçam na pista, mas que se aparecer, o DNIT concertará.
Fiscalização
De olho nas obras de restauração, uma caravana sai hoje, 10, de Cruzeiro do Sul sentido a Rio Branco para fiscalizar a situação da rodovia e os trabalhos que vêm sendo realizado. Além de membros do DNIT, o grupo conta ainda com membros do Tribunal de Contas da União, Polícia Rodoviária Federal, Associação dos Engenheiros e diversas outras entidades.
fonte  www.jornalatribuna.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.