Última hora
recent

Sebastião e Jorge Viana estão na “Lista de Janot” que será enviada ao STJ e STF

O governador do Acre, Sebastião Viana, e o seu irmão, o senador Jorge Viana, ambos do PT, estão na polêmica “Lista de Janot”, material que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou nesta terça-feira (14) ao Supremo Tribunal Federal (STF) contendo 83 pedidos de abertura de inquérito para investigar políticos citados nas delações de 77 executivos e ex-executivos da empreiteira Odebrecht e da petroquímica Braskem (empresa do grupo Odebrecht). A informação foi divulgada com exclusividade pelo Jornal Nacional, da Rede Globo.
Ao lado do governador do Acre, mais 9 governadores estão na lista enviada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para abertura de investigação. Os nomes divulgados até o momento são de Sebastião Viana (PT), do Acre, Renan Filho (PMDB), de Alagoas, Luiz Fernando Pezão (PMDB), do Rio de Janeiro, Fernando Pimentel (PT), de Minas Gerai e Beto Richa (PSDB), do Paraná. É provável que o nome dos outros governadores sejam revelados nos próximos dias.
Já no Senado Federal, Jorge Viana (PT-AC), irmão de Sebastião, também está na lista dos que serão investigados pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Além do petista do Acre, estão Lindbergh Farias (PT-RJ), Marta Suplicy (PMDB-SP) e LÍdice da Mata (PSB-BA). Outros nomes de senadores e deputados como Eunício Oliveira (PMDB-CE), e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), além Renan Calheiros (PMDB-AL), Romero Jucá (PMDB-RR), Edison Lobão (PMDB-MA), José Serra (PSDB-SP) e Aécio Neves (PSDB-MG) já haviam sido divulgados na terça-feira, 14, pelos principais jornais do país.
O nome de governador do Acre apareceu pela primeira vez na delação de executivos da Odebrecht em dezembro do ano passado. Segundo as revelações, Sebastião teria recebido R$ 2 milhões para a campanha eleitoral de 2010, em forma de caixa 2. Entre as investigações da Policia Federal divulgada pela imprensa, o governador teria o codinome de “Menino da Floresta”, que antes ter
Dentre os 37 nomes revelados pela TV Globo nestas terça e quarta que integram a lista do procurador-geral Rodrigo Janot enviada ao STF, há
  • Seis ministros do governo Temer – Aloysio Nunes (Relações Exteriores), Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria Geral), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia), Bruno Araújo (Cidades), Marco Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços)
    Cinco governadores – Renan Filho (Alagoas), Luiz Fernando Pezão (Rio de Janeiro), Fernando Pimentel (Minas Gerais), Tião Viana (Acre), Beto Richa (Paraná)
    Seis deputados: Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara; Marco Maia (PT-RS); Andres Sanchez (PT-SP); Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA); José Carlos Aleluia (DEM-BA); Paes Landim (PTB-PI)
    Dez senadores: Eunício Oliveira (PMDB-CE), presidente do Senado; Edison Lobão (PMDB-MA); José Serra (PSDB-SP); Aécio Neves (PSDB-MG); Romero Jucá (PMDB-RR); Renan Calheiros (PMDB-AL); Lindbergh Farias (PT-RJ); Jorge Viana (PT-AC); Marta Suplicy (PMDB-SP); LÍdice da Mata (PSB-BA)
    Dois ex-presidentes da República – Luiz Inácio Lula da Silva (PT); Dilma Rousseff (PT)
    Dois ex-ministros do governo Dilma – Antonio Palocci (PT); Guido Mantega (PT)
    Um ex-ministro do governo Temer – Geddel Vieira Lima (PMDB-BA)
    Um ex-governador – Sérgio Cabral (PMDB-RJ)
    Um ex-presidente da Câmara – Eduardo Cunha (PMDB-RJ)
    Dois prefeitos – Duarte Nogueira (PSDB-SP), de Ribeirão Preto; Edinho Silva (PT-SP), de Araraquara
    Um ex-candidato a governador – Paulo Skaf (PMDB-SP)
    Um ex-assessor da ex-presidente Dilma Rousseff – Anderson Dornelles

fonte  www.ac24horas.com

equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.