Última hora
recent

Trabalhadores do Acre se unem em manifestação para barrar a “PEC da Morte”

Após a convocação da presidente da Central Única dos Trabalhadores no Acre (CUT/AC) e do Sindicado dos Trabalhadores da Educação no Acre (Sinteac), professora Rosana Nascimento, vários sindicados resolveram aderir a manifestação que ocorreu na manhã desta quarta-feira (15) no centro da Capital.
De acordo com Rosana, o objetivo do protesto é abrir os olhos dos trabalhadores sobre as mentiras que vem sendo propagadas a respeito das alterações propostas pela Reforma na Previdência. A presidente do Sinteac disse que a “PEC da Morte” não é só abusiva, mas também um retrocesso para todas as categorias trabalhistas do Brasil.
“Estamos nos mobilizando desde janeiro, mas infelizmente os trabalhadores ainda não entenderam com clareza o que é essa PEC. Essa reforma na previdência só vai penalizar os trabalhadores, já que os grandes devedores continuarão sem pagar o que devem, as grandes aposentadorias com salários abusivos continuarão, então é preciso muita atenção e esforço para que realmente possamos frear essa PEC”, disse Rosana.
Quando questionada sobre o apoio dos parlamentares acreanos a respeito das manifestações da classe trabalhadoras do Estado, Rosana disse estar esperançosa no barramento do projeto em escala nacional.
“Aqui em Rio Branco todos os vereadores, com exceção de dois do PMDB, nos deram razão e se comprometeram com a nossa luta. Os deputados da bancada federal acreana, só não os dois que são do mesmo partido que Michel Temer, não se comprometeram a votar contra a ‘PEC da Morte’. Mas temos convicção que esse projeto é um absurdo, tanto que no Congresso Nacional já há uma movimentação de deputados da base do próprio Governo Federal na intenção de barrar esse abuso”, declarou
Sindicatos presentes:
Sinteac
CUT-AC
Sindicato dos Vigilantes
Sindicato dos Bancários
Urbanitários
Agentes Penitenciários
Correios
MNLM
Sintraterra
Samalba
Força Sindical
Em todo o Estado
Durante o manifesto, pelo menos 34 escolas estavam presentes na figura de professores da rede estadual e municipal de ensino. Entre os municípios que aderiram a manifestação e enviaram seus representantes à Capital estão: Senador Guiomard, Porto Acre, Plácido de Castro, Acrelândia e Capixaba.
Em relação aos municípios do interior que também revolveram aderir a paralisação in loco estão: Brasileia, Cruzeiro do Sul, Xapuri, Tarauacá e Feijó.
Caminhada
Os manifestantes pretendem sair em caminhada pelas ruas do centro de Rio Branco, na tentativa de alertar a população sobre as reais condições da reforma na previdência e seus riscos.
fonte  contilnetnoticias.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.