Jovem acusada de matar colega alega ser de facção e matou após ser ameaçada - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Jovem acusada de matar colega alega ser de facção e matou após ser ameaçada

Jovem acusada de matar colega alega ser de facção e matou após ser ameaçada

Share This
A principal suspeita de ter assassinado a menor de 14 anos na madrugada desta segunda-feira, dia 10, foi localizada e detida por agentes da delegacia do Município de Brasiléia, quando tentava se esconder numa casa no Bairro Samaúma I por volta das 13h30.
A jovem que, anteriormente se desconfiava que teria cerca de 17, na verdade tem apenas 15, completados no dia 1ª de abril passado. Já na delegacia, foi perguntado a jovem o motivo que a levou a cometer o crime e surpreendeu dizendo que teria sido após uma pequena briga que se iniciou na noite de sábado passado.
Após esse dia, sempre que se encontravam, ficavam trocando ameaças entre elas. Foi quando a menor de 15 na posse de uma arma branca (faca), resolveu tirar o assunto a limpo. “Mesmo com a faca na mão, ela partiu para cima de mim e eu tentei evitar. Foi quando a acertei e depois fui embora”, disse.
Outro ponto que foi descoberto, seria o fato da jovem dizer que foi ‘batizada’ e que ingressou na facção criminosa ‘Bonde dos 13’ a cerca de 90 dias, com direito a padrinho durante a cerimônia.
Sem demonstrar arrependimento, disse que iria falar às autoridades sobre o acontecimento e esperar sobre seu futuro. O delegado titular de Brasiléia, Roberto Lucena, iria ouvir a jovem e pedir sua transferência para o centro educacional para adolescentes na Capital, onde irá ficar à disposição da Justiça.
Por volta das 12h30, o corpo da jovem Andressa Valentina Serpa, de 14 anos, chegou na cidade após ser levado ao IML na Capital, onde passou exames cadavéricos. 
.Com informações O Alto Acre

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages