Adolescente foi morto a tiros por defender cachorro de pedrada, diz polícia - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Adolescente foi morto a tiros por defender cachorro de pedrada, diz polícia

Adolescente foi morto a tiros por defender cachorro de pedrada, diz polícia

Share This

Uma discussão após ter defendido o cachorro pode ter motivado o homicídio do jovem Francisco Aldo Miranda, de 17 anos, morto a tiros enquanto fazia trabalho de aula na casa de um vizinho em Cruzeiro do Sul. O crime ocorreu na quarta-feira (3) e teria sido motivado após um dos suspeitos tentar agredir o cachorro da vítima, segundo a polícia.
O delegado Lindomar Ventura, que está a frente do caso, diz que o estudante não tinha passagem pela polícia e que foi ameaçado após o desentendimento.
“Pelo o que conseguimos apurar a motivação foi devido a uma discussão dias antes quando, o Aldo teria defendido o cachorro dele que foi agredido com uma pedra por um dos acusados, que jurou matar ele”, diz o delegado.
Ventura diz ainda que foram identificados dois menores como os possíveis autores do crime. A dupla é moradora do bairro Formoso, mesmo local onde o jovem foi morto.
“Como passou o flagrante, apesar de termos feito uma intensa procura, estamos fazendo o procedimento para entregar a Justiça pra que seja finalizado e eles apresentados como os autores do homicídio”, finaliza.
Entenda o caso
O jovem de 17 anos foi morto no bairro do Formoso na quarta-feira (3). Segundo a família, ele já estava sendo ameaçado há dias. Dois suspeitos chegaram a pé e efetuaram os disparos contra a vítima, que fazia um trabalho escolar. Ele morreu no quintal da casa do vizinho.
Por: Josy Monteiro
 Da Redação: avozdafronteira.com (com informações: g1.globo.com)

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages