Acre será sede do Prêmio de Gestão Escolar 2017 - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Acre será sede do Prêmio de Gestão Escolar 2017

Acre será sede do Prêmio de Gestão Escolar 2017

Share This
O Acre nunca esteve tão em evidência quando o assunto é educação pública quanto agora, que está prestes a sediar a etapa da Região Norte da 16ª edição do Prêmio Gestão Escolar (PGE), uma iniciativa do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).
Em 2017, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e Esporte (SEE), coordena o certame. E por isso, uma série de visitas às escolas do interior do estado teve início neste mês pela equipe da pasta.
Em Cruzeiro do Sul, no último dia 13, a apresentação do prêmio teve um toque todo especial, porque é ali, no Vale do Juruá, que se concentra a maioria das escolas campeãs de pelo menos quatro edições anteriores.
“Cruzeiro é celeiro de prêmios ganhos. E a vinda aqui é especial, porque dessa vez a cerimônia do prêmio será em Rio Branco, algo que nos anima muito do ponto de vista de que podemos ganhar de novo”, ressalta o secretário de Educação, Marco Antonio Brandão.
Para uma plateia de gestores e coordenadores escolares do Juruá, o secretário lembrou que as relações do professor com os estudantes no século 21 são bem mais complexas e “vão além das competências do saber”. “Nós não somos mais cidadãos de uma cidade apenas ou de uma região, mas agora muito mais do mundo”, diz.
E numa analogia a um balé de companhia de dança, Brandão pontua que “na vida, assim como na escola, não se pode descartar aqueles que param de se movimentar”, referindo-se a estudantes que muitas vezes não conseguem evoluir em sala de aula com os demais, mas que nem por isso devem ser deixados para trás.
“O prêmio tem esse caráter inclusivo, o de estimular nos gestores da escola inovações que permitam agregar valor ao ensino, incentivando os jovens a serem atuantes e produtivos e evitando práticas que causem a evasão”, completa.
Os olhares de toda a educação do Brasil estarão voltados para o Acre, entre os dias 19 e 20 de outubro.
Mais de 34 mil escolas já participaram desde 1998
O Prêmio foi criado em 1998 e a partir de 2011 passou a ser bianual. Conta com o apoio do Ministério da Educação, da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação e de entidades e instituições ligadas ao terceiro setor.
Para participar, o gestor deve se inscrever no portal www.premiogestaoescolar.com.br, onde terá acesso a um instrumento de autoavaliação. “Ao analisar os processos de gestão da escola, ele vai elaborar um plano de ação, construído com a participação da comunidade escolar. Ao final, os melhores resultados serão premiados”, explica o presidente do Consed, Idilvan Alencar.
Desde quando foi criado, mais de 34 mil escolas de todas as regiões do país participaram e aproximadamente sete milhões de estudantes foram beneficiados com os projetos implantados pelos gestores inscritos. Neste período, 90 escolas chegaram à etapa final e foram premiadas com recursos financeiros e equipamentos, além de formação e intercâmbio para os diretores.
Podem concorrer escolas do ensino regular da educação básica, das redes públicas estaduais/distrital e municipais. A restrição fica para as escolas e/ou os diretores que já tenham sido premiados como destaque estadual/distrital na edição anterior do PGE ano 2015. Estas não poderão participar.
Processo de seleção
O processo de seleção das escolas inscritas se dará em quatro etapas: Local, Estadual, Regional e Nacional. Nas etapas Local e Estadual, representantes do Consed e da Undime, em cada unidade da federação, serão responsáveis por selecionar os avaliadores e coordenar o processo seletivo em suas respectivas jurisdições, considerando os critérios descritos neste Edital.
De acordo com o edital, a qualquer momento do processo seletivo, os avaliadores poderão realizar visitas técnicas às escolas inscritas para verificar se as informações constantes na ficha de inscrição condizem com a realidade observada, sendo que, por ocasião dessas visitas, poderá ser solicitada a comprovação documental das informações.
Na etapa seguinte, os comitês regionais contarão com especialistas contratados pela Coordenação Nacional do Prêmio Gestão Escolar, que utilizarão como objeto de análise a ficha de inscrição elaborada pela escola. Ao final, na etapa nacional, a Comissão, composta por representantes das instituições parceiras e do Consed, por meio de voto direto, secreto e unipessoal, indicará a escola “Referência Brasil” a partir da análise da ficha de inscrição e de entrevistas com os diretores.
O PGE 2017 será concedido nas categorias “Escola Destaque Local” “Destaque Estadual/Distrital”, “Destaque Regional” e “Referência Brasil”. Além dos diplomas, haverá uma viagem de intercâmbio nacional para os representantes das escolas “Destaque Estadual/Distrital”, uma viagem de intercâmbio a um país da América Latina para os representantes das escolas “Destaque Regional” e “Referência Brasil”, além de um prêmio em dinheiro, no valor de R$ 30 mil, para a escola “Referência Brasil”.
Além do Ministério da Educação e da Undime, são parceiros do PGE 2017 Unesco, Fundação Roberto Marinho, Embaixada dos Estados Unidos da América, Instituto Unibanco, Fundação Itaú Social, Fundação Lemann, Instituto Natura, Gerdau, Fundação Santillana, Fundação Victor Civita e Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI).
fonte  www.jornalatribuna.com.br

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages