Última hora
recent

MP investiga contratação do IBADE para conduzir concurso da Polícia

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) abriu um procedimento investigatório que pode trazer sérias consequências em relação ao concurso para o provimento de vagas nas Polícias Civil e Militar do Estado. O problema estaria na forma de contratação do Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo – IBADE.
Se for comprovada alguma irregularidade grave no processo de contratação do instituto, todo o certame pode ser anulado, pois o ato inicial invalidaria os procedimentos seguintes.Mas qualquer ato vai depender da investigação aberta pelo MPAC.
Conforme consta na Portaria Nº 0009/2017/PPATRIMPU, foi apresentado um requerimento para o MPAC apurar possíveis irregularidades no processo de dispensa de licitação do IBADE para realizar o concurso de Agente de Polícia, Auxiliar de Necropsia, Delegado de Polícia e Escrivão de Polícia e Soldado da PM.
O requerimento apontou possível erro na dispensa de licitação e na contratação direta sem comprovação de qualificação ou capacidade técnica e reputação ético profissional do instituto contratado. Além disso, a documentação apresentada mostra que o processo administrativo de dispensa não obedeceu a ordem cronológica dos atos processuais. Haveria ainda inconsistência em relação ao “Projeto Básico”. O requerimento aponta também inconsistências relativas a Lei de Responsabilidade Fiscal.
Para o MPAC, a comprovação das irregularidades apontadas no requerimento comprometem os respectivos certames em sua totalidade, razão pela qual instaurou o “Procedimento Preparatório” para apurar os fatos relatados.
A partir do que for coletado, O MPAC pode promover uma ação, medida administrativa ou até arquivar o caso, o qual foi classificado como: “possíveis irregularidades no processo de dispensa de licitação que resultou na contratação do Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo – IBADE, para a realização do Concurso …”
fonte   www.ac24horas.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.