Última hora
recent

Zagueiro admite que perfurou adversário com agulha na Argentina

Pobre negro Otero. O que quer que eu faça? Se deu assim, sabíamos que tínhamos que conturbar a partida porque o jogador de Primeira (Divisão) não gosta de enrolação, que jogue sujo. Ele (Otero) deve ter me odiado, mas o futebol é assim. Tinha duas (agulhas), uma na caneleira e outra na mão".
A vitória do modesto Pacífico por 3 a 2 sobre o Estudiantes no último domingo, pela Copa Argentina, está dando o que falar - e não apenas por se tratar da eliminação de um clube quatro vezes campeão da Libertadores para outro que disputa apenas a Quarta Divisão do Campeonato Argentino. Um dos zagueiros do Pacífico está sendo acusado de entrar em campo com agulhas e usá-las para perfurar os adversários.
O pivô da polêmica é Federico Allende, zagueiro do Pacífico. Em entrevista a "Rádio Vorterix", de Córdoba, o próprio confessou após a partida que perfurou repetidas vezes Juan Otero, atacante do Estudiantes.
Logo depois, em entrevista a outra rádio ("Late", de Buenos Aires), Otero confirmou que foi vítima das agulhadas do adversário durante a partida.
- Eu disso isso várias vezes para o juiz (Luis Álvarez), mas não prestou atenção. O jogador do Pacífico tinha uma agulha e me espetou quatro vezes. Era como uma agulha de costurar, estava na mão dele o tempo todo. Me espetava nas costas. Graças a Deus não me fez dano. Espero um pedido de perdão. Entendo que ele estava jogando a vida, mas que faça isso jogando futebol. Não esperava isso - se queixou o colombiano do Estudiantes.
O caso tomou enorme proporção. O jornal "Olé", então, procurou o zagueiro Allende, que voltou atrás.
- É mentira, eu não o espetei. O primeiro erro foi meu ao falar isso, e aí viralizou. É verdade que houve alguns encontros com Juan Otero e que lhe acertei algumas vezes, mas nada mais. Estou passando por um mal momento a partir da dimensão que isso tomou - disse, arrependido.
Presidente do Pacífico, Héctor Moncada não gostou nem um pouco da repercussão do caso e disse que vai se reunir com os diretores do clube em breve para discutir a rescisão do contrato do zagueiro Allende.
- Vou dispensá-lo do clube. Estamos consternados, isso manchou o trabalho da equipe. Foi um gesto de muito mal gosto. Apesar de da rescisão depender da determinação que tomemos em conjunto com o resto dos dirigentes, aviso que o diretor técnico está de acordo comigo na decisão de desvinculá-lo - esbravejou o cartola.
fonte   globoesporte.globo.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.