Última hora
recent

Novo salário mínimo subirá R$ 42 e será de R$ 979 a partir de 1º de janeiro de 2018

O novo salário-mínimo do País, que entra em vigor em 1º de janeiro de 2018, será de R$ 979, alta de R$ 42, ou 4,48% sobre os atuais R$ 937, conforme estabelece a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, aprovada na última quinta-feira pelo Congresso Nacional.
O projeto da nova LDO estabelece o valor do novo piso nacional com base na estimativa do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de quase 4,5% para o próximo ano. O indicador do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é utilizado como parâmetro para a inflação oficial do País e afere o comportamento dos preços para as famílias com rendimentos mensais entre um e 40 salários-mínimos e residentes nas áreas urbanas, ou aproximadamente 90% das famílias brasileiras.
Para calcular o Orçamento do próximo ano, o projeto proposto pelo governo também fez estimativa de crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,5%, ou o conjunto de riquezas geradas na economia, além da taxa básica de juros Selic em 9%. A taxa serve de referência e é utilizada pelos bancos e lojas para estabelecer os encargos dos empréstimos para o consumidor e as empresas.
De acordo com os analistas financeiros consultados semanalmente pelo Banco Central (BC) para a pesquisa Focus, a última projeção para o PIB de 2018 é de aumento de 2% e de 8% para a taxa básica de juros, que atualmente está em 10,25%, ao ano. Já a última estimativa para a inflação de 2018 é de 4,24%, segundo os financistas.
A LDO eleva o valor do orçamento fiscal e da seguridade social da União de R$ 79 bilhões para R$ 129 bilhões. O texto inclui a meta fiscal estimada para 2018 com déficit de R$ 131,3 bilhões para o governo federal, Estados, municípios e as estatais, com receitas menores do que as despesas.
A nova lei Orçamentária vai entrar em vigor com as imposições estabelecidas pela Emenda Constitucional do Teto de Gastos Públicos, que atrela os gastos à inflação do ano anterior, por um período de 20 anos. De acordo com a nova LDO, há estimativa de um aumento de aproximadamente 3% nas despesas federais correspondente à variação do IPCA entre julho de 2016 e junho de 2017, equivalente a um aumento de R$ 39 bilhões nos valores.
fonte  www.jornalatribuna.com.br
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!

Clique na imagem para entrar em contato

Tecnologia do Blogger.