Agentes do Imac aplicaram uma série de multas que já chega a R$ 720 mil por derrubada ilegal no município de Feijó - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Agentes do Imac aplicaram uma série de multas que já chega a R$ 720 mil por derrubada ilegal no município de Feijó

Agentes do Imac aplicaram uma série de multas que já chega a R$ 720 mil por derrubada ilegal no município de Feijó

Share This
Fiscais do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), em parceria com o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), realizaram mais uma operação contra crimes ambientais.
Na quarta-feira, 20, os agentes sobrevoaram áreas em Feijó e identificaram vestígios de desmatamento ilegal em pelo menos cinco propriedades. As áreas são de difícil acesso e ficam às margens do Rio Paraná do Ouro.
“Temos utilizado grande parte da estrutura do estado nas fiscalizações. Nessa região está concentrada a maioria dos focos de calor identificados pelos satélites. Viemos, autuamos e embargamos as áreas”, disse Paulo Viana, diretor-presidente do Imac.

A operação desencadeada pelo poder público continua. Os agentes se deslocam nesta quinta-feira para a região de Tarauacá, onde darão prosseguimento às ações de fiscalização.
A atividade integra a operação Floresta Viva, que já aplicou mais de R$ 720 mil em multas e embargou mais de 180 hectares de áreas, em 50 polígonos críticos identificados.
“Nós já superamos a casa dos 40 autos de infração e de embargo lavrados. Nossas equipes estão divididas em todas as regionais do estado”, lembrou Paulo Viana.

fonte  www.agencia.ac.gov.br

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages