Última hora
recent

Após cancelamento de peça, ator do Rio de Janeiro acusa empresário do Acre de estelionato

Fundador da companhia de teatro Nós do Asfalto, o ator Pablo Oliveira acusa o empresário acreano Alex Dantas de estelionato após a peça “Patrulha Canina”, que estava marcada para ocorrer no dia 24 deste mês, no Teatrão, em Rio Branco, ter sido cancelada. Oliveira postou um vídeo na página da cia no Facebook onde afirma que Dantas vendeu os ingressos para as apresentações e cancelou o espetáculo com a produção.
Ao G1, Dantas disse que vai aguardar a orientação do advogado para poder se pronunciar. O empresário publicou uma nota no Facebook da página da empresa delo, Ação Eventos, onde afirma que vai tomar as medidas judiciais cabíveis contra o ator.
A postagem diz ainda que neste domingo (17) a empresa iria postar as razões pelas quais alguns shows foram cancelados. No entanto, após o vídeo de Oliveira, dantas decidiu consultar um advogado para poder falar. O mesmo ocorreu com o reembolso de ingressos, que iniciaria na segunda (18), mas também foi adiado.
“Agora aconteceu essa falcatrua, esse mau-caratismo desse rapaz de vender os ingressos do nosso espetáculo e agora cancelar. Somos vítimas dele assim como todos que compraram o ingresso. Ele vende os ingressos, fala que vai ressarcir e não faz isso, pois ele está afundado em dívidas. Acho que esse foi o jeito que ele encontrou para arrecadar dinheiro e pagar alguma conta que ele está devendo”, disse o ator no vídeo publicado na página da cia de teatro.
Em nota, empresário afirma que vai se pronunciar somente após orientação de advogado (Foto: Reprodução/Facebook)
Oliveira, que mora no Rio de Janeiro (RJ), relatou que a companhia embarcaria no dia 21 de setembro e retornaria da viagem ao Acre no dia 25. Todos os atores, segundo ele, desmarcaram compromissos para fazer o trabalho. Ele disse que entrou em contato com Dantas e pediu as passagens de avião, mas elas não foram enviadas. Após isso, o show foi cancelado.
“O público está muito frustrado e gostaria de deixar claro que não sou conivente com isso, pois se fosse jamais iria me expor na rede social. Ele queria adiar o show para o dia 1 de outubro, mas falei que a minha agenda estava lotada desse dia em diante”, diz.
O ator falou ainda que após a publicação do vídeo foi ameaçado pelo produtor acreano. Além disso, afirmou que vai buscar medidas judiciais, mas quer apenas que o empresário devolva o valor dos ingressos comprados para a peça “Patrulha Canina”.
“Ele me ligou no Whatsapp e disse que iria aprontar uma comigo, que era para eu ter cuidado. Foi aí que decidi gravar o vídeo. A minha real situação, de todas as provas que tenho no meu celular, é que ele fez tudo isso de caso pensado para arrecadar dinheiro, dar um golpe nas pessoas. Quem está envolvido na situação não está vendo, mas eu cansei”, finalizou o ator.
fonte   g1.globo.com 
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.