Última hora
recent

Ministro do STJ aceita pedido de habeas corpus e decide pela soltura de Jackson Marinheiro

O ministro Sebastião Reis Junior, do Superior Tribunal de Justiça, aceitou pedido de habeas corpus e decidiu nesta terça-feira, 12, pela soltura do ex-diretor da Emurb, Jackson Marinheiro, preso no dia 01 deste mês durante a 2ª fase da Operação Midas desencadeada pelo Ministério Público Estadual e a Polícia Civil. O pedido foi impetrado pela defesa de Marinheiro, o advogado Erick Venâncio. O ministro Sebastião Reis entendeu que não há fundamento para a prisão preventiva.
Jackson Marinheiro e outras 18 pessoas, entre empresários e servidores e ex-servidores da Emurb foram presos denunciados pelo Ministério Público pelos crimes de peculato e formação de quadrilha.
No dia da prisão, o promotor de Justiça Fernando Cembranel, do Gaeco, um dos coordenadores da operação, disse à imprensa que a corrupção na Emurb “estava institucionalizada”.
As fraudes ocorriam na locação de máquinas e equipamentos e na compra de madeiras e cimento. Esses produtos eram pagos, “mas jamais entraram no estoque da Emurb”. Os desvios somam R$ 7 milhões, segundo as investigações.

No dia da prisão, o promotor de Justiça Fernando Cembranel, do Gaeco, um dos coordenadores da operação, disse à imprensa que a corrupção na Emurb “estava institucionalizada”.
As fraudes ocorriam na locação de máquinas e equipamentos e na compra de madeiras e cimento. Esses produtos eram pagos, “mas jamais entraram no estoque da Emurb”. Os desvios somam R$ 7 milhões, segundo as investigações.
fonte  www.ac24horas.com
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.