Última hora
recent

Sexo e droga no CEBRB: aluno expulso acusado de transar na escola diz que salas são liberadas para fumar maconha

O estudante F. C., 17 anos, que estudava no Colégio Estadual Barão do Rio Branco (CEBRB), e foi expulso após ser acusado de ter mantido relações sexuais com uma aluna dentro de uma das salas da escola, durante horário de aula, denuncia que o uso de de drogas no interior da instituição de ensino é comum.
Em entrevista ao jornal Folha do Acre, o ex-aluno da instituição de ensino diz ter sido vítima de uma injustiça cometida pela coordenação do colégio, e acabou sendo prejudicado.
O adolescente alega que quando entrou na sala com a colega outros alunos faziam uso de maconha no local. Segundo ele, um dos funcionários da escola é quem permite a entrada dos alunos nas salas que não são utilizadas. O adolescente afirma, ainda, que nenhum dos usuários de droga foram expulsos, e ele, que estava apenas ‘ficando’ com a namorada, foi impedido de estudar. Ele relata que ainda não conseguiu vaga em outra escola da rede pública e teve o ano letivo prejudicado.
“Eu não fiz sexo com ela, tinha muita gente na sala, eles estavam fumando maconha. A gente era tudo da mesma turma. Fumar maconha é bem normal lá, isso é muito normal lá, todo mundo sabe disso, desde do porteiro até a diretora. Dois dias depois que me tiraram da escola, eles pegaram outro aluno fumando maconha e não fizeram nada com ele. Estou sendo prejudicado, minhas notas estavam boas, agora nenhuma escola me aceita”, disse.
A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Educação (SEE), para que o órgão se posicionasse a respeito das constantes denúncias de comercialização e consumo de maconha e outras drogas no interior daquele colégio, bem como a respeito da situação do aluno expulso e que não consegue vaga em outras escolas da rede pública, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta.
fonte  folhadoacre.com.br
equipe giro feijó

equipe giro feijó

Comentários desta notícia

Atenção, não somos responsáveis pelo conteúdo do comentário que você escrever aqui, mas podemos exluir se for necessário!
Tecnologia do Blogger.