Alunos de escola incendiada por estudante de 14 anos voltam às aulas em espaços alternativos - Giro Feijó

Post Top Ad

Responsive Ads Here
Alunos de escola incendiada por estudante de 14 anos voltam às aulas em espaços alternativos

Alunos de escola incendiada por estudante de 14 anos voltam às aulas em espaços alternativos

Share This
Os 94 alunos das cinco turmas da Escola Estadual Rural Vicente Brito de Sousa, incendiada por um aluno de 14 anos no dia 21 deste mês, retornaram as aulas nesta terça-feira (31).
As aulas são ministradas em uma igreja e na sede da associação da comunidade, onde a unidade de ensino funciona, que fica no Ramal Antônio Simplício, em Feijó, interior do Acre.
A construção do novo prédio também começou nesta terça. Os alunos ficam nos dois espaços alternativos até a conclusão da obra, prevista para 20 dias. De acordo com Cardoci Paiva de Lima, coordenadora geral do Núcleo de Ensino da Secretaria de Educação e Esporte do Acre (SEE-AC) em Feijó, a edificação vai ser erguida no mesmo local da antiga escola.
“Os alunos ficaram uma semana sem aulas. Antes do incêndio, os conteúdos já estavam bem avançados, já estávamos saindo do 3° para o 4° bimestre. Não vai haver prejuízo aos estudantes, eles vão terminar o ano letivo no novo prédio. Refeitório, cantina e banheiros vão ser de alvenaria, o restante da nova estrutura vai continuar sendo de madeira”, explica a coordenadora da SEE-AC.
Cardoci fala ainda que o material didático perdido durante o incêndio já foi reposto e os alunos receberam novos livros didáticos. O restante dos objetos utilizados na escola – computadores e outros – vão ser repostos quando a nova estrutura física for entregue à comunidade. Pagelas de professores e relatórios de alunos não foram perdidos porque ficam diretamente com os professores.
Entenda
Um estudante de 14 anos incendiou a Escola Estadual Rural Vicente Brito de Sousa, no município de Feijó, interior do Acre, após o professor ter chamado atenção do aluno por ele ter chegado atrasado em sala de aula. O prédio, que fica no Ramal Antônio Simplício, teve perda total. O caso ocorreu na madrugada do dia 21 deste mês.
A polícia informou que o menor teve a ajuda de Carlos da Luz Ribeiro, de 19 anos. O incêndio deixou quase 100 alunos sem aula e as chamas destruíram todo o material didático, merenda, computadores e outros objetos. Ribeiro foi encaminhado ao presídio e o adolescente ao Conselho Tutelar do município.
Segundo a coordenação do Núcleo de Ensino da SEE-AC, o estudante de 14 anos que incendiou a escola era um menino problemático e recebia acompanhamento pedagógico da secretaria e da unidade de ensino. Na semana posterior ao incêndio, mais um encontro estava programado com o adolescente, mas não aconteceu.
fonte  g1.globo.com

Videos

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages